Sábado, 24 de fevereiro de 2024
Fechar [x]
Segurança

Suspeito de praticar ‘rachadinha’, servidor público comissionado de Laguna é preso

Polícia Civil investiga supostos repasses feitos por trabalhadores de programa de Fundação

09/02/2024 17h27 | Atualizada em 09/02/2024 17h25 | Por: Redação | Fonte: Engeplus
Divulgação

A Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou, na manhã desta quinta-feira, dia 9, a “Operação Resiliunt”, com o objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra um servidor público de Laguna suspeito de praticar rachadinha. Ele teria informado que foi demitido em dezembro, mas a Polícia Civil não encontrou a publicação de sua exoneração no Diário Oficial do Município.

Conforme os investigadores, ao menos desde 2021, o investigado passou a exercer cargos em comissão na Administração Municipal e em janeiro de 2023 começou a ocupar cargo em comissão de Oficial de Gabinete.

 

Segundo a Polícia Civil, ele foi coordenador administrativo do programa “Frente de Trabalho”, da Fundação Irmã Vera. A instituição é uma “entidade filantrópica do município, instituída pelo poder público, com autonomia gerencial e financeira”. 

Ainda de acordo com as apurações dos agentes, o investigado teria exigido repasses mensais de dinheiro para a manutenção do vínculo de bolsistas do programa “Frente de Trabalho”. Os valores desses repasses estariam entre R$ 100 e R$ 500. Os funcionários, conforme a investigação, estariam com receio de serem desligados do programa ou sofrer punições durante a prestação dos serviços, que geralmente eram de limpeza urbana nas praças do município. 

A apuração da polícia indicou que o servidor teria recebido os valores durante o ano de 2023. “Os atos de constrangimento não cessaram nem quando o investigado parou de exercer suas funções junto à Fundação, medida que reclamou o manejo enérgico de sua prisão preventiva”, afirmou o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, Bruno Fernandes.

No decorrer do cumprimento do mandado de busca e apreensão, os policiais apreenderam quatro armas de fogo e diversas munições de variados calibres, que o investigado possuía em sua posse, com os devidos registros. No entanto, as apurações indicam que o investigado portava os armamentos em horário de serviço. Os objetos foram apreendidos até a finalização das investigações.

Nome da Operação

Conforme a Polícia Civil, “Resiliunt” é o nome, em latim, da conhecida prática da “rachadinha”. Trata-se do repasse de parte dos salários de funcionários, após solicitação ou exigência de outro funcionário público.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Noticom

Av. Marcolino Martins Cabral, 926
Centro, Tubarão - Edifício EJB - Sala 604
LIGUE E ASSINE (48) 3052-2051

Noticom © Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, entendi!