Principal Últimas Em Destaque “Se eu fosse governador não mandaria dinheiro de respirador pra pu%#@!”, senador Jorginho Mello(PL)
“Se eu fosse governador não mandaria dinheiro de respirador pra pu%#@!”, senador Jorginho Mello(PL)

“Se eu fosse governador não mandaria dinheiro de respirador pra pu%#@!”, senador Jorginho Mello(PL)

0
0

O pré-candidato ao Governo de SC e Senador da República, Jorginho Mello (PL), concedeu uma entrevista ao Papo Café desta quarta-feira (10) e não deixou perguntas sem respostas. Temas como: a CPI da Covid (ou do Circo!?), onde chamou Renan Calheiros de vagabundo; os “trambiques” nos estados na pandemia; a filiação do presidente Bolsonaro ao seu partido, o PL, e até a investigação das “Farras das diárias” enquanto ele foi presidente da Alesc, foram abordados.

E sobre eleições de 2022? É evidente, “cara pálida”. Ao ser questionado se ele preferia que o vice-prefeito de Tubarão, Caio Tokarski, fosse candidato a deputado federal ou o prefeito Joares Ponticelli seu vice em uma possível chapa ao Governo de SC ano que vem, o senador não “mureou”, não titubeou. “É claro que eu escolheria o Joares. O Caio sabe, é uma grande liderança, está na política porquê ama Tubarão. Agora se o prefeito Ponticelli for chamado para uma missão maior, o Caio vai honrar o mandato”, enfatizou Jorginho.

Acompanhe a entrevista na íntegra.