Principal Últimas Em Destaque SC tem o menor número de internados em UTI por Covid-19 em um ano
SC tem o menor número de internados em UTI por Covid-19 em um ano

SC tem o menor número de internados em UTI por Covid-19 em um ano

0
0

No dia em que anunciou o início da aplicação da dose de reforço da vacina nos adultos com 18 anos ou mais, Santa Catarina registrou o menor número de internações em UTIs por Covid-19 em 2021. Nesta quarta-feira (17), de acordo com o Painel do Coronavírus do NSC Total, 224 pessoas seguem hospitalizadas no Estado. Também é a menor quantidade desde novembro do ano passado.

A última vez que o Estado teve menos que 250 pessoas internadas foi no dia 5 de novembro, quando eram 236 pacientes, de acordo com o Painel. Já o momento mais crítico nos hospitais ocorreu nos dias 2 e 7 de abril, quando Santa Catarina chegou a ter 1.148 pacientes com Covid internados.

Atualmente, dos confirmados, 195 estão em hospitais públicos, enquanto 29 permanecem na rede privada.

Divulgação

Ainda de acordo com o Painel, até esta quarta-feira (14), 267 pessoas estão internadas em hospitais de Santa Catarina. Além dos casos confirmados, há, ainda, 43 pacientes que aguardam o resultado de exames. Este também é o menor número internações em UTIs destinadas para o tratamento da doença desde outubro do ano passado, quando eram 268.

Além disso, desde o ínicio do mês, houve uma queda de 21,47% nas internações em UTI Covid-19 no Estado: passou de 340 para 267. Se a comparação levar em conta o período de um mês (17 de outubro a 17 de novembro), a queda é de 25,83%.

Dos 1.282 leitos de UTI destinados para adultos no Estado, 62,8% estão ocupados. Porém, apenas 17,8% deles é por conta da Covid-19, o que representa 228 vagas. Outras 577 continuam ocupadas, mas por outras enfermidades.

A região que possui a maior taxa de ocupação de leitos de UTI destinados para o tratamento de adultos é o Planalto Norte e Nordeste, com 64,78%. Já a que tem a menor ocupação é o Meio-oeste e a Serra Catarinense, com 11,54%.

Divulgação

Queda faz hospitais fecharem alas de UTI Covid

A queda nas internações vem refletindo diretamente na estrutura dos hospitais catarinenses. Vários já anunciaram o fechamento de alas, que permaneceram lotadas por meses, devido a falta de pacientes.

Em Criciúma, no Sul do Estado, por exemplo, a prefeitura anunciou nesta quarta-feira (17) que pela primeira vez desde o início da pandemia os leitos de UTI, tanto para casos suspeitos quanto confirmados, foram zerados. Para o secretário municipal de saúde, Acélio Casagrande, a vacinação foi fundamental para a conquista da marca.

— Foi com a aplicação de doses nas pessoas acima de 12 anos que hoje conseguimos chegar nesta marca tão importante. Estamos com os leitos de Covid-19 zerados, tanto nos suspeitos e nos confirmados. É um dia de muita vitória — disse.

Na semana passada, em Joinville, no Norte catarinense, o Hospital São José fechou uma das alas de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19 devido a queda nas internações. O momento, inclusive, contou com um ato simbólico envolvendo os servidores.

SC tem o menor número de casos ativos em 17 mesesC

Santa Catarina também atingiu outra marca nesta quarta-feira (17): o menor número de casos ativos da Covid-19 em 17 meses. Segundo o Painel do Coronavírus, no momento, há 4.461 pessoas em tratamento contra a doença. Antes, a menor quantidade de pessoas que ainda podiam transmitir o vírus foi registrada em 25 de junho de 2020, quando eram 4.717 catarinenses.

Atualmente, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), há casos ativos em 234 municípios. A capital, Florianópolis, lidera a lista com 441 ativos, seguida de Joinville, com 413, e Blumenau com 235.

Além disso, nesta quarta-feira, o Governo do Estado confirmou mais 21 mortes em decorrência do vírus, chegando ao total de 19.863 vítimas desde o início da pandemia.

Com informações do NSCTotal