Principal Últimas SC confirma dose de reforço para adultos, mas aguarda orientação do Ministério da Saúde
SC confirma dose de reforço para adultos, mas aguarda orientação do Ministério da Saúde

SC confirma dose de reforço para adultos, mas aguarda orientação do Ministério da Saúde

0
0

A campanha de vacinação contra a Covid-19 em Santa Catarina deve sofrer alterações nos próximos dias. Isto porque o Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (16) que todos os adultos, com 18 anos ou mais, vão receber a dose de reforço contra a doença. No entanto, ainda não há uma data de quando a medida passa a valer no Estado. 

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), a pasta aguarda o envio do documento oficial por parte do Ministério da Saúde para definir como ocorrerá a aplicação das doses. Ainda não há prazo de quando o ofício será enviado. 

Nas redes sociais, no entanto, o governador Carlos Moisés (sem partido) comentou a medida. Ele disse que os detalhes serão definidos nos próximos dias, em parceria com os municípios. 

Atualmente, a dose de reforço é recomendada apenas para profissionais de saúde, idosos acima de 60 anos e imunossuprimidos. Em Santa Catarina, até esta segunda-feira (15), 429.807 doses foram aplicadas, segundo dados do Monitor da Vacina do NSC Total. 

Dose de reforço para adultos 

O anúncio da aplicação da dose de reforço para os adultos ocorreu nesta terça-feira (16) após uma coletiva de imprensa promovida pelo Ministério da Saúde. Segundo a pasta, a orientação é baseada em pesquisas científicas que apontam uma queda na resposta imune, principalmente, a partir do quinto mês após a segunda dose. 

A medida vale para todos os imunizantes usados na campanha. A dose de reforço deve ser aplicada cinco meses após a conclusão do ciclo vacinal e não mais seis, como era a atual recomendação. 

— Com isso, nós vamos ter uma cobertura vacinal maior da nossa população e evitar o que está acontecendo em alguns países da Europa — disse o o ministro da saúde Marcelo Queiroga. 

A orientação é de que a dose de reforço seja aplicada, preferencialmente, com vacinas da Pfizer. Porém, imunizantes da Astrazeneca ou da Janssen também podem ser utilizados. 

Janssen também terá segunda dose 

Outra novidade apresentada pelo Ministério da Saúde é de que, a partir de agora, a vacina da Janssen passa a ter segunda dose. Antes, era preciso apenas uma dose para completar o ciclo vacinal. 

O intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose será de oito semanas. Para o imunizante, também valerá a regra da aplicação da dose de reforço respeitando os cinco meses de diferença. 

A Dive/SC informou que também aguarda o documento oficial do Ministério da Saúde para organizar a aplicação da segunda dose do imunizante. Além disso, a pasta espera o envio de novas doses ao Estado, o que também não há um prazo. 

Segundo o MS, a última vez que Santa Catarina recebeu doses da Pfizer foi em setembro. Até esta terça-feira (16), 257.911 catarinenses foram imunizados com a vacina da Janssen.

Com informações