Principal Últimas Em Destaque SC alcança 100% da meta de vacinação dos grupos prioritários com a 1ª dose
SC alcança 100% da meta de vacinação dos grupos prioritários com a 1ª dose

SC alcança 100% da meta de vacinação dos grupos prioritários com a 1ª dose

0
0

Santa Catarina alcançou a marca de 100% da população estimada dos grupos prioritários com a primeira dose da vacina contra à Covid-19. São mais de 2 milhões de pessoas que já estão com o seu esquema vacinal iniciado. É o que apontam os dados do Vacinômetro do governo do Estado nesta segunda-feira (2).

Já com a segunda dose são 1.271.313 catarinenses, dos grupos prioritários, que estão totalmente imunizados e receberam ou as duas doses da vacina ou a dose única até às 18h, desta segunda.

“Vamos continuar empenhados, junto aos municípios, para que as vacinas cheguem à população no menor tempo possível. E assim, vamos progredir também nos grupos por faixa etária. Lembrando que, além de iniciar o esquema vacinal, é muito importante concluí-lo com a segunda dose”, destaca o governador Carlos Moisés.

Essa marca equivale a média entre todos os grupos levando em consideração uma estimativa populacional de cada categoria. Em razão disso, alguns grupos ultrapassam os 100%, enquanto outros ainda encontram-se abaixo desse valor.

“Chegarmos a essa marca demonstra nosso compromisso como Estado em imunizar nossa população. Conforme as vacinas chegam a Santa Catarina, damos toda agilidade para os municípios as recebam e realizem a aplicação”, reforça o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Ainda nesta segunda-feira, a SES, por meio da Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiologia) terminou a entrega de vacinas encaminhadas pelo Ministério da Saúde, nesse final de semana. Foram distribuídas 187.410 doses de vacina para as 17 regionais de saúde.

Grupos que alcançaram a meta:

  • Trabalhadores da Saúde – 108,3%
  • Pessoas idosas institucionalizadas – 121,3%
  • Pessoas deficientes institucionalizadas – 346,4%
  • Caminhoneiros – 186,3%
  • Comorbidades – 149,2%
  • Gestantes e puérperas com comorbidades – 203%
  • Pessoas de 70 a 74 anos – 100%

Com informações do site NDMais