Principal Últimas Santa Catarina evolui no índice nacional de capacidade de pagamento
Santa Catarina evolui no índice nacional de capacidade de pagamento

Santa Catarina evolui no índice nacional de capacidade de pagamento

0
0

Santa Catarina melhorou a Capacidade de Pagamento (Capag), indicador da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) para avaliar a situação fiscal dos estados e municípios. Agora, houve um avanço para a nota B na classificação. Antes, o Governo do Estado de Santa Catarina não tinha capacidade de contrair financiamentos ou empréstimos. 

“Quando assumimos o Governo, Santa Catarina estava com nota C e esse é um dos indicadores essenciais para ter acesso ao aval da União. Trabalhamos nestes dois anos para melhorar os indicadores, na receita e despesa, canalizando recursos para investimentos e melhorar nossos índices fiscais”, disse o governador Carlos Moisés da Silva.

Na categoria Liquidez, que relaciona as obrigações financeiras e a disponibilidade de caixa, Santa Catarina obteve avaliação A. Já nos indicadores Poupança Corrente, cujas referências são a despesa corrente e a receita corrente ajustada, e Endividamento, que verifica a proporção entre dívida consolidada e receita corrente líquida, as notas foram B.

“A STN avalia o triênio e, desde que assumimos a Fazenda, estamos trabalhando no progresso dos números e da gestão fiscal. O resultado é um reconhecimento importante para o Estado, que tem mantido o equilíbrio fiscal e adotado medidas para o saneamento financeiro”, esclarece o secretário de Estado da Fazenda (SEF/SC), Paulo Eli.

Desde 2015, Santa Catarina não tinha nota B na Capag. Segundo o boletim, na época, a queda na arrecadação, a elevação no serviço da dívida e o aumento na despesa com pessoal foram os responsáveis pela piora da situação financeira.