Principal GERAL Prefeitos da Amurel vão aguardar manifestação oficial do Estado para flexibilizar quarentena
Prefeitos da Amurel vão aguardar manifestação oficial do Estado para flexibilizar quarentena

Prefeitos da Amurel vão aguardar manifestação oficial do Estado para flexibilizar quarentena

0
0

Reunidos por videoconferência na tarde desta sexta-feira (29), os prefeitos dos municípios que compõem a Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel), iniciaram a discussão sobre a flexibilização das medidas restritivas de alguns setores, que hoje atendem ao decreto estadual. A reunião foi convocada depois que o governador Carlos Moisés da Silva, anunciou em entrevista que a responsabilidade pela flexibilização do funcionamento de transporte coletivo, aulas e eventos, passaria a ser dos prefeitos.

A assembleia, que além dos prefeitos, contou com a presença de secretários municipais de saúde e de educação, no entanto, não conseguiu evoluir nas discussões, visto que ainda não há um instrumento legal que transfira aos municípios as responsabilidades anunciadas. Órgãos do governo do Estado prometeram para segunda-feira (01) um decreto nesse sentido.

Para o prefeito Joares Ponticelli, que participou da assembleia, o assunto precisa ser muito bem avaliado, para que haja, principalmente, segurança jurídica nas decisões. “Mais uma vez fomos pegos de surpresa e ficamos sabendo pela imprensa de uma decisão tão importante. Vamos aguardar que o Estado defina por decreto a situação, para que possamos iniciar as tratativas, avaliando a possibilidade de relaxar algumas medidas”, salientou Joares.

A flexibilização tem sido solicitada por diversos setores da economia, principalmente o setor de eventos, que pedem apoio e liberação. “Muitos estão perdendo emprego, com salários atrasados, realmente é um dos setores mais afetados. Mas temos que ter cuidado, porque, infelizmente, até agora, o governo do Estado não deu resposta para três perguntas simples: qual é o hospital referência no Sul do Estado, quantos leitos novos de UTI serão instalados na nossa região e quando? Já faz 60 dias que apresentamos essas questões e não obtemos respostas”, explica o prefeito Joares.

Outro detalhe importante revelado é que entre o transporte coletivo, aulas e eventos, Joares acredita que o transporte coletivo será o primeiro a ser flexibilizado. Já que em outros setores que já estão liberados, muitos trabalhadores necessitam desses meios de locomoção das suas residências para chegar até o local de trabalho. “Eu entendo que o transporte oficial pode adotar um protocolo para ser regulamentado e melhor fiscalizados” afirma o prefeito.

Educação
O reitor da Unisul, professor Mauri Luiz Heerdt, também participou da assembleia e apresentou pleito da universidade, para que seja estudado o retorno gradativo de atividades de ensino, iniciando pelas atividades práticas, como escritórios modelos, laboratórios, estágios, etc. “Estamos elaborando um protocolo de segurança, que garantirá a volta de alunos e professores para essas atividades práticas, dentro das recomendações das autoridades de saúde”, afirmou o reitor.

Amurel
O presidente da Amurel, prefeito de Imbituba, Rosenvaldo Júnior, que presidiu a assembléia, diante dos fatos, a suspendeu, devendo reconvocar os prefeitos para continuarem o debate, quando houver a oficialização do assunto pelo Estado. “Não podemos nem começar a discutir os assuntos, pois não temos ainda nenhuma informação oficial sobre a transferência de responsabilidade anunciada. O certo é que, aqui na Amurel, qualquer decisão será tomada em conjunto com todas as prefeituras”, finalizou.