Principal SEGURANÇA Polícia Militar Ambiental aplica quase R$ 27 milhões em multas por pesca ilegal em Laguna e Imbituba
Polícia Militar Ambiental aplica quase R$ 27 milhões em multas por pesca ilegal em Laguna e Imbituba

Polícia Militar Ambiental aplica quase R$ 27 milhões em multas por pesca ilegal em Laguna e Imbituba

0
0

Em três dias de operações, a Polícia Militar Ambiental (PMA) de Laguna aplicou aproximadamente R$ 27 milhões em multas por pesca ilegal na região Sul de Santa Catarina.

Foram apreendidas mais de 13 toneladas de peixe nos municípios de Laguna e de Imbituba nos dias 4, 5 e 6 deste mês. Além de pagar as autuações, os responsáveis responderão por crime ambiental.

Durante as intervenções, a PMA abordou embarcações e caminhões frigoríficos. O objetivo da ação foi a proteção de peixes que estão na lista de espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção, como garoupa verdadeira, bagre branco, cação anjo, cação viola e cherne.

“A maior parte era garopa verdadeira e bagre branco. Esses peixes possuem um plano de recuperação nacional. Para poder pesca-lo, o pescador precisa obedecer às regras previstas nas portarias do Ministério do Meio Ambiente, pescando em períodos determinados e tendo a licença para a modalidade específica de pesca”, explicou o capitão Fernando Magoga, comandante da 3ª Companhia do 1ª Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Laguna.

No caso do bagre branco, por exemplo, a pesca só é permitida na costa situada entre os estados do Paraná e São Paulo. “No caso da garoupa verdadeira, apesar de estar em época permitida para a pesca da espécie, os pescadores não tinham a licença para a modalidade”, acrescentou o capitão.

As toneladas de peixe apreendidas foram doadas para instituições beneficentes nas cidades de Laguna e de Tubarão, como auxilio para as famílias atendidas pelas entidades durante a pandemia da Covid-19.