Principal Últimas PF deflagra operação contra compartilhamento de pornografia infantil em Tubarão
PF deflagra operação contra compartilhamento de pornografia infantil em Tubarão

PF deflagra operação contra compartilhamento de pornografia infantil em Tubarão

0
0

Em nova fase da Operação P2J, a Delegacia da Polícia Federal cumpriu, na manhã desta quinta-feira, dia 2, um mandado de busca e apreensão em Tubarão, expedido pela 1ª Vara Federal de Criciúma.

Os trabalhos desta nova fase identificaram que o terminal de acesso à internet suspeito estaria utilizando aplicativo P2P para aquisição e compartilhamento de arquivos de vídeos e imagens relacionados a abuso e exploração sexual infantil com outros usuários, sendo cumprido mandado judicial de busca e apreensão nesta manhã, quando foram apreendidos equipamentos de informática, celulares e mídias de armazenamento.

Todo o material apreendido será submetido à perícia, com foco na comprovação dos crimes investigados de armazenamento e disponibilização de material contendo pornografia infantil. O crime de compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, previsto no artigo 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente, é punido com pena de reclusão de 03 a 06 anos. Já o crime de posse de arquivos de pornografia infantil, tipificado no artigo 241-B do mesmo estatuto, é punido com pena de reclusão de 1 a 4 anos.

O nome da Operação P2J faz referência às redes de compartilhamento P2P, um dos principais ambientes utilizados por criminosos para a obtenção e compartilhamento de material relacionado a abuso e exploração sexual infanto-juvenil. Esta operação conta com apoio de organismo internacional CRC – Child Rescue Coalition, e tem por escopo auxiliar forças tarefas internacionais na luta pela erradicação de materiais contendo cenas de Abuso e Exploração Sexual Infantil na Internet, bem como identificar possíveis abusadores.

Com informações do Sul in Foco