Principal Últimas Em Destaque Pela primeira vez, toda a região Sul está no nível moderado no Mapa de Risco da Covid-19
Pela primeira vez, toda a região Sul está no nível moderado no Mapa de Risco da Covid-19

Pela primeira vez, toda a região Sul está no nível moderado no Mapa de Risco da Covid-19

0
0

A Matriz de Risco Potencial para a Covid-19, divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), neste sábado (30), aponta oito regiões de Santa Catarina com risco potencial alto (amarelo) e nove com risco moderado (azul).

Pela primeira vez desde o início da pandemia, região de Florianópolis está no nível azul, o menor risco das classificações definidas pela saúde estadual. “Estamos vencendo, graças a vacina”, afirma o prefeito Gean Loureiro nas redes sociais.

Em risco de transmissibilidade, a matriz de risco aponta que onze regiões estão no nível moderado de risco e seis estão no nível alto. Este quadro indica a manutenção de uma tendência de redução na taxa de transmissão de Covid- 19 na maioria das regiões. No entanto, o número de casos ativos ainda se apresenta em patamares elevados.

Diante da melhora nos índices da pandemia em Santa Catarina, o Governo do Estado estuda a publicação de decreto que flexibiliza a utilização de máscaras de proteção individual. As regras estão sendo elaboradas e deverão ser levados em conta, principalmente, os índices de vacinação.

O decreto somente será editado a partir da revogação da Lei Federal nº 14.019/2020, que obriga o uso do equipamento de proteção em todo o território nacional, tanto em ambientes fechados quanto abertos.

A Secretaria de Estado da Saúde está desenvolvendo os regramentos de acordo com as indicações epidemiológicas. “Compreendemos que estamos em um novo momento de enfrentamento à pandemia. O uso de máscaras mostrou sua eficácia. Com a o avanço da vacinação e com nossa população cada vez mais protegida, porém, percebemos que a flexibilização seja possível”, afirmou o secretario de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Santa Catarina é o segundo estado no ranking de vacinação do país: 76,51% de sua população receberam pelo menos uma dose da vacina e 57,72% têm o esquema vacinal completo. O estado se aproxima da marca de 10 milhões de vacinas aplicadas, sendo que, dessas, 239.762 são doses de reforço.

Com informações do SCC10