Principal Últimas Operação Risadinha prende ‘gerente do tráfico’ em Laguna
Operação Risadinha prende ‘gerente do tráfico’ em Laguna

Operação Risadinha prende ‘gerente do tráfico’ em Laguna

0
0

Criminoso estava impondo a ‘lei do silêncio’ na comunidade ao participar de ataques e atentados contra moradores e usuários de drogas da região

Um homem de 28 anos foi preso suspeito de ser o “gerente do tráfico”, na região conhecida por Casqueiro, em Laguna. Fato ocorreu nesta quinta-feira, 19, durante operação denominada Risadinha, deflagrada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC). 

De acordo com as investigações, que se iniciou há quatro meses, o homem estaria aliciando diversos outros indivíduos (com registros criminais) do município de Florianópolis. Estes iriam para Laguna no intuito de também praticarem crimes.

Ainda, apurou-se que o suspeito não só gerenciava e coordenava todo o tráfico de drogas daquela região, como também vinha impondo a “lei do silêncio” naquela comunidade, ao participar – direta ou indiretamente – de ataques e demais atentados contra outros moradores e demais usuários de drogas daquela região.

Uma das vítimas identificadas, após espancamento, teve sua perna (fêmur) quebrada, enquanto a outra foi internada em virtude de pauladas na cabeça, ambas desferidas nos interiores dos becos daquela comunidade.

O cumprimento do mandado de prisão deu-se no exato momento em que o investigado estaria recebendo os valores referentes à venda de drogas naquela região, já por volta das 7 horas da manhã.

De acordo com o coordenador da Divisão, Delegado Bruno Fernandes, “trata-se de importante prisão realizada pelas forças de Segurança Pública, já que o referido jovem, imbuído do pleno propósito de gerenciar o tráfico de drogas da região do Casqueiro, não só vinha realizando atos de violência e terror naquela comunidade, como também arregimentando diversos outros traficantes de Florianópolis para atuarem criminosamente no município de Laguna, fatos que infelizmente já vinham ocorrendo há pelo menos 4 meses, com as reiteradas práticas, por parte deles, dos delitos de roubos, extorsões, lesões corporais e tráfico de drogas”.

As investigações prosseguem e serão finalizadas no prazo de 30 dias.

Com informações do HCNoticias