Principal Blog Nilton Veronesi O esquecido centenário de Dilney Chaves Cabral
O esquecido centenário de Dilney Chaves Cabral

O esquecido centenário de Dilney Chaves Cabral

0
0

O centenário de Dilney Chaves Cabral passou despercebido na região. Se estivesse vivo o ex-alcaide completaria 100 anos ontem, dia 28. Considerado um dos maiores prefeitos da história de Tubarão, não recebeu a homenagem merecida, por tudo que representou para a região. Com o auxílio dos blogs Abençoada Cidade Azul e Farol de Notícias, traremos um pedacinho – minúsculo – da nobre história deste ilustre tubaronense.

Amurel, “Avenida Marcolino” e Unisul têm a digital de Dilney

Dilney Chaves Cabral nasceu em Tubarão, no 28 de outubro de 1919. Foi Prefeito de Tubarão, de 1961 a 1965, eleito pelo Partido Social Democrata, PSD, e de 1970 a 1972, eleito pela Aliança Renovadora Nacional, ARENA. Sua principal atividade profissional era cartorário (Cartório Cabral, até hoje estabelecido no centro da Cidade Azul). Faleceu em 6 de janeiro de 1982, quando era Presidente da CODETU (Companhia de Desenvolvimento de Tubarão).

Dilney Chaves deixou um grande legado de obras. Um marco da sua gestão foi a construção da Avenida Marcolino Martins Cabral, que leva o nome do pai e também ex-prefeito. Obra que causou grande impacto na vida de moradores dessa cidade.

Durante sua permanência na Prefeitura de Tubarão, foi o fundador da Faculdade de Economia, embrião da UNISUL.

No dia 14 de agosto de 1970, Dilney, ainda como prefeito, entrou para a história ao ser escolhido o primeiro presidente da Associação de Municípios da Região de Laguna, Amurel, ficando a frente da entidade de 14 de agosto de 1970 à 10 de abril de 1973. Tubarão era o principal município, não só da Região, mas de todo o Sul do Estado e Dilney foi um dos principais responsáveis pela criação da instituição. Uma das pontes sobre o Rio Tubarão leva o seu nome e foi construída no Governo do Prefeito Paulo Osny May (1977-1982).

Fonte: Abençoada Cidade Azul

Ponte pênsil foi construída na gestão de Dilney

Sem grande alarde e com poucas autoridades presentes, o prefeito Dilney Chaves Cabral, em sua primeira gestão, com a presença de um bom número de populares, inaugurou no dia 2 de agosto de 1964, a primeira e única ponte pênsil no centro de Tubarão.

A travessia, construída sem colunas no vão central, liga a margem direita  à esquerda do Rio Tubarão, em frente à Unisul.

A brevíssima cerimônia, com a bênção do bispo D. Anselmo Pietrulla, aconteceu às 10 horas da manhã, quando foram entregues os 150 metros de suspensão por cabos. 

As torres que sustentam os dois extremos medem 17 metros de altura  e suportam 27 toneladas.

Hoje a mesma ponte leva o nome do prefeito que a inaugurou. 

Fonte: Farol da Notícia