Principal Blog Nilton Veronesi Nós somos a Bold, o poder público a Veigamed
Nós somos a Bold, o poder público a Veigamed

Nós somos a Bold, o poder público a Veigamed

0
0

Cerca de 1% das pessoas no Brasil ganham mais de R$28 mil reais. Metade ganha aproximadamente R$850. Demérito de quem ganha bem? Não, se o poder público no país não fosse tão tóxico.

Quem tenta ser fornecedor dos governos municipais, estaduais e federal, sabe da dificuldade que é para fazer tudo: desde deixar a saúde fiscal da empresa em ordem, até receber pelo serviço prestado. Não existe exceção. Aliás, existe sim. E o pior, quem faz a gerência de tudo isso, utiliza a dor, o sofrimento, a angustia, a fome, tira proveito do momento caótico que vivemos para encher o próprio bolso.

O caso dos respiradores em Santa Catarina, mostra como sistema é viciado.
Uma empresa de Jaraguá do Sul, desenvolveu um respirador, o T20. Para chegar ao resultado final, vários testes foram feitos, acompanhados por profissionais médicos e certificados por hospitais e entidades de saúde. Bold tem capacidade para produzir 400 equipamentos/dia. Está mais que comprovado, a burocracia mata.

Vou repetir a ideia acima, de forma simplificada: uma empresa desenvolveu um respirador. Tinha capacidade de produção. O preço ficaria bem abaixo que o pago por diversos governadores. Porém, estamos no Brasil. Mesmo diante de diversos testes, acompanhados de vários profissionais gabaritados, até agora a Bold não conseguiu a liberação para industrializar o equipamento. Bold, uma empresa de Santa Catarina. Uma fábrica, com todas essas certificações, não conseguiu autorização para produzir, porém uma empresa individual de fachada, sem capacidade técnica para atender o serviço, sem sequer entregar o contrato social na Dispensa de Licitação, abocanha R$33 milhões e sabe-se lá se os respiradores serão entregues.

O caso dos respiradores é o maior símbolo do que é o Brasil.
O poder público é ineficiente, podre e não se preocupa com quem paga essa máquina caríssima. A burocracia existe para dificultar a vida dos cidadãos e privilegiar meia dúzia de pessoas.
Resumindo: nós somos a Bold, que quer trabalho e gerar riquezas. O poder público é a Veigamed, que só se preocupa em encher o próprio bolso e se lixa para população.