Principal Últimas Municípios poderão definir redução de idade para vacinação em SC
Municípios poderão definir redução de idade para vacinação em SC

Municípios poderão definir redução de idade para vacinação em SC

0
0

A reunião da comitiva do governo de Santa Catarina, em Brasília, nesta quinta-feira (27), trouxe importantes novidades. Entre elas, está a liberação para os municípios avançarem na imunização contra a Covid-19 por faixa etária.

A comitiva foi formada pelo governador Carlos Moisés (PSL), o secretário de Estado da Saúde André Motta Ribeiro e o superintendente do Ministério da Saúde no Estado, Rogério Ribeiro, com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Os municípios que poderão adotar a estratégia, não podem apresentar ou diminuir a demanda para a vacinação dos grupos com maior risco, conforme o PNI (Plano Nacional de Imunização).

A Comissão Tripartite, com secretários e gestores de saúde de estados, municípios e da União, deliberou que as CIB (Comissões de Intergestores Bipartite) já podem pactuar imediatamente a estratégia, garantindo percentual de doses para a continuidade da vacinação dos grupos prioritários.

Segundo o presidente do Cosems/SC (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Santa Catarina), Daisson Trevisol, a aprovação do pedido de autorização para vacinação, também por faixa etária, foi levado pelo Estado na 5ª Reunião da Comissão Intergestores Tripartite do SUS.

“Desse modo os estados e municípios poderão definir a redução das faixas etárias para que mais pessoas sejam vacinadas, com a garantia de percentual para os grupos prioritários e sempre considerando a disponibilidade de imunizantes”, afirmou Daisson.

O governador comemorou a notícia e pediu agilidade para que, assim que definidos os critérios, o Estado, com a parceria dos municípios, possa distribuir doses da vacina para mais catarinenses.

“Esse é o nosso maior desejo: acelerar a vacinação e garantir que cada vez mais catarinenses tenham acesso às doses. Imediatamente, vamos construir, em conjunto, a melhor estratégia para fazer o cronograma avançar”, frisa o governador, que também esteve reunido com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, tratando das ações de enfrentamento à pandemia e do envio de mais doses de vacinas para Santa Catarina.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, nesta sexta-feira (28), ocorrerá uma primeira reunião, no âmbito da CIB, para discutir o modelo que será adotado em Santa Catarina.

“Conforme a determinação do governador Carlos Moisés, já começaremos a definir como será o trabalho. É fundamental que tenhamos agilidade para garantir o fluxo da vacinação e, a partir das orientações do Ministério da Saúde, a expansão do cronograma para a população catarinense”, reitera Motta Ribeiro.

Assuntos debatidos em Brasília

Durante o dia, o trio conversou com o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros. O objetivo foi também solicitar o envio de mais doses de vacinas, “considerando que estamos entrando no período de inverno e sujeitos às outras infecções virais além da Covid-19”.

“Resultado bastante positivo. O secretário André Motta conseguiu sensibilizar os representantes do Ministério da Saúde a respeito da necessidade de vacinarmos todos os catarinenses considerando apenas a faixa etária de idade”, avaliou o superintendente em Santa Catarina.

O assunto foi apresentado pelo governo de Santa Catarina em uma audiência na CIT que ocorreu na tarde desta quinta na sede da OPAS/OMS, em Brasília, na presença de diversas autoridades, entre elas o ministro Queiroga.

Com informações do NDMais