Principal Últimas Em Destaque Mulher é internada após lipoaspiração facial, em Tubarão
Mulher é internada após lipoaspiração facial, em Tubarão

Mulher é internada após lipoaspiração facial, em Tubarão

0
0

Uma mulher moradora de Tubarão está hospitalizada após ter feito uma lipoaspiração da papada, em uma clínica de odontologia da cidade. Ela chegou a ser intubada e ir para a UTI, mas agora já está sem os aparelhos. O procedimento faz parte da especialidade de harmonização facial, também executada por dentistas. As informações são do jornal Diário do Sul.

Além de ter sido intubada, a mulher ficou com o rosto bastante inchado. Procurada, a família preferiu não se manifestar com detalhes, mas enviou uma nota dizendo que, no momento, o foco de todo o esforço está nela. “Neste momento, passa bem, não corre mais risco e, embora muito abalada física e psicologicamente (como toda nossa família), se recupera da melhor forma. Também precisaremos de tempo e mais informações para compreender, com isenção, o que houve. Agradecemos as boas energias e contamos  com a compreensão de todos”.

O Hospital Unimed confirmou que a paciente está internada na instituição, mas que não tem autorização para passar informações sobre o caso.

De acordo com a Vigilância Sanitária, por questões éticas, não é possível divulgar o nome do local onde foi realizado o procedimento nem o nome da profissional. “No que compete à Vigilância Sanitária Municipal, as devidas providências já estão sendo tomadas”, disse, por nota.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais e também fora delas, inclusive com pessoas questionando se o procedimento em questão poderia ou não ser realizado por dentistas. De acordo com o presidente do Conselho de Ética do Conselho Regional de Odontologia, Rafael Lacerda Zandoná, o procedimento em questão, também conhecido como lipoaspiração de papada, é autorizado pelo Conselho Federal de Odontologia para ser realizado por dentistas.

“A especialidade de harmonização facial é relativamente nova, alguns procedimentos são permitidos e outros, não. Porém, este tipo de lipoaspiração é sim permitida ser realizada pela classe”. Ele também informou que o CRO já entrou em contato com a profissional que realizou o procedimento e está acompanhando o caso.

Com informações do Sul Agora