Principal POLÍTICA Metade dos catarinenses acham que Governador Moisés “sabia e deve ser responsabilizado” por compras irregulares
Metade dos catarinenses acham que Governador Moisés “sabia e deve ser responsabilizado” por compras irregulares

Metade dos catarinenses acham que Governador Moisés “sabia e deve ser responsabilizado” por compras irregulares

0
0

O Instituto Mapa,  a pedido do Grupo ND de Comunicação,  realizou uma pesquisa durante o mês de julho, em que destacou avaliações sociopolíticas sobre o coronavírus em Santa Catarina.  Ao todo foram 1200 pessoas entrevistadas, distribuídas em 56 municípios, com o objetivo de identificar posicionamentos da população catarinense em relação ao Governo. É importante destacar que a margem de erro da pesquisa é de 2,8 pontos percentuais, dentro de confiabilidade de 95%.

Um terço dos catarinenses avaliam o desempenho geral do Governo Carlos Moisés como positivo: 32% respondeu entre ótimo e bom, 31% como regular e 30% como ruim, péssimo.  Já em relação a atuação governamental frente à pandemia da covid-19, 53% do público demonstrou insatisfação, optando por respostas como “fazendo bem menos do que pode”, ou “não está fazendo quase nada”. Apenas 41% acredita que o Governo está fazendo o possível no combate ao coronavírus. 

Compra irregular dos respiradores 
Sobre o caso da compra pelo governo dos 200 respiradores adquiridos por R$ 33 milhões, pagos antecipadamente e não entregues, metade da população opina que Moisés tinha conhecimento da irregularidade e deve ser responsabilizado por isso. No entanto, um terço da população não têm opinião formada a respeito.

Impeachment do Moisés
O Governador Moisés e a vice Daniela ordenaram que o salário dos procuradores do estado fosse igualado ao salário dos procuradores da Alesc, que ganham mais. O Tribunal de Contas de SC julgou a ação como ilegal. Por conta disso,  foi aberto processo de impeachment. A pesquisa mostra que a população divide opiniões: 35% a favor, 34% contra e 31% que não têm opinião formada. 

Assim, frente a esse cenário, 45% da população declaram não confiar no Governador Carlos Moisés, contra 25% (um quarto da população) que confiam. Quase um terço (30%) do público não soube opinar. Desta forma, conclui-se que as opiniões dos catarinenses estão divididas, todavia as avaliações do desempenho do governo pendem para negativas neste momento.