Principal GERAL Mais um passo dado para a construção do Memorial da Aviação
Mais um passo dado para a construção do Memorial da Aviação

Mais um passo dado para a construção do Memorial da Aviação

0
0

Voar sempre foi um grande desejo do homem, idealizado por meio de máquinas e engenhocas voadoras, que desde os séculos passados cruzam o céu, encurtando destinos e aproximando as pessoas.

Tubarão, há tempos, tem sua história ligada à aviação, uma vez que, no início do século passado, ocorreram os primeiros contatos dos tubaronenses com objetos voadores. Foi em 1915, que a cidade presenciou o voo de um balão tripulado. O objeto era controlado por uma mulher, Maria Reinisch, a primeira pessoa a sobrevoar a “Cidade Azul”.

Essa foi a primeira experiência de tantas outras que se seguiram ao longo das décadas de 20, 30 e 40, como a criação de campos de aviação e do Aeroclube (1939), culminando com inauguração do Aeroporto de Anita Garibaldi, em 1950, que colocou o município na rota nacional do transporte aéreo de carga e de passageiros.

Em 2020, o Aeroporto Anita Garibaldi completa 70 anos e para relembrar a história deste importante ícone do transporte aéreo e paixão dos tubaronenses que sempre reverenciaram as máquinas voadoras, foi criado projeto que pretende transformar a área do antigo aeroporto em um memorial para homenagear os pioneiros e resgatar o fascínio dos tubaronenses pela aviação.

Decolagem – O prefeito Joares Ponticelli entregou ao deputado federal Luiz Armando Schroeder Reis, conhecido como Coronel Armando, uma pesquisa histórica que relata os principais fatos da aviação ocorridos no céu de Tubarão, bem como a relação especial que os tubaronenses sempre mantiveram com as máquinas voadoras. O deputado vai encaminhar o documento à Aeronáutica e solicitar a cessão de uma sucata de avião para ser utilizada no memorial. “O projeto começa a decolar e temos grande expectativa de que sairá do papel, tornando-se mais um importante marco para nossa cidade”, atesta o prefeito Joares Ponticelli.