Principal Últimas Em Destaque Mãe de criança de SC que ficou 14 dias internada com Covid celebra vacina: “Ansiosa”
Mãe de criança de SC que ficou 14 dias internada com Covid celebra vacina: “Ansiosa”

Mãe de criança de SC que ficou 14 dias internada com Covid celebra vacina: “Ansiosa”

0
0

A empreendedora Fabiana Rodrigues, mãe de um menino de 8 anos que ficou 14 dias internado com Covid-19, está celebrando a inclusão de crianças no Plano Nacional de Imunização contra o vírus. A ação foi oficializada pelo Ministério da Saúde na quarta-feira (5) e as doses de vacina devem ser encaminhadas aos estados na próxima semana.

Thomas pegou a Covid-19 em junho de 2020. Morador de Palhoça, na Grande Florianópolis, ele precisou ser internado no Hospital Infantil Joana de Gusmão. Dos 14 dias hospitalizado, o menino passou cinco intubado.

— Para mim parecia que não acabava mais. Eu não dormia, mal comia. As minhas amigas tinham que ir na minha casa levar comida para mim e me fazer comer porque eu só esperava aquela ligação do hospital para saber como ele estava — lembra Fabiana.

Ela, que já tomou as duas doses da vacina, se diz ansiosa para a vez do filho. Na época em que Thomas foi infectado, o Brasil ainda não vacinava contra a Covid-19.

— Eu estou ansiosa para vacinar porque o que eu passei há um ano e meio atrás quando ele pegou Covid, eu não desejo para ninguém. O sentimento que eu tive era de ter perdido ele mesmo porque eu tive que deixá-lo no hospital — diz.

Na época da internação de Thomas, uma postagem de Fabiana no Facebook pedindo orações para o filho viralizou. “Hoje meu coração está despedaçado. Deus sabe o tamanho do meu desespero em não poder estar do lado segurando a mãozinha para demonstrar para ele que eu estou junto”, escreveu. 

A publicação teve mais de 2 mil interações.

Em Santa Catarina, 43.835 crianças de 0 a 9 anos foram infectadas pela Covid-19 desde o início da pandemia. Foram 38 óbitos nesta faixa etária, segundo dados do governo estadual.

Entre crianças e adolescentes de 10 a 19 anos, o número de casos é de 91.252. Trinta e oito pessoas deste grupo morreram pela doença em Santa Catarina.

Vacinação deve começar em janeiro

Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação de crianças de 5 a 12 anos deve começar ainda em janeiro. A ordem de vacinação será dos mais velhos para os mais novos, priorizando quem tem comorbidade ou deficiência permanente.

A vacina aplicada será a da Pfizer, num intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda dose. Não será necessária receita médica para imunização, mas é preciso a presença de pais ou responsáveis, ou autorização por escrito.

O país tem 20 milhões de crianças nesta faixa etária, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Em Santa Catarina, o número é de 652.349 pessoas.

O Ministério da Saúde espera receber no dia 13 de janeiro 3,7 milhões de doses pediátricas da Pfizer. A distribuição aos estados começará no dia seguinte, 14.

Com informações do NSCTotal