Principal ENTREVISTA Luiz Henrique Martins Ribeiro: “Arrecadamos R$8 milhões em venda de jogadores”
Luiz Henrique Martins Ribeiro: “Arrecadamos R$8 milhões em venda de jogadores”

Luiz Henrique Martins Ribeiro: “Arrecadamos R$8 milhões em venda de jogadores”

0
0

A última entrevista do presidente licenciado do Clube Atlético Tubarão SPE, Luiz Henrique Martins Ribeiro, foi concedida ao Noticom no final de 2019, quando ele participou do quadro “Rapidinhas Noticom”. Não havia vindo a tona todo problema financeiro que o Peixe está enfrentando, mas dá para ter uma noção do tamanho do projeto.

Quanto já foi investido no Tubarão – estrutura, estádio, jogadores, etc. – desde que a K2 assumiu o futebol?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Mais de R$15 milhões, desde 2016.

Valor da folha salarial do clube (jogadores, comissão, administrativo, base, manutenção, etc.)?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Por volta de R$300 mil.

O ano de 2019 não foi satisfatório no futebol profissional, esse fator prejudica o planejamento de estar entre os 40 do país até 2025?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Foi um ano de muito aprendizado acima de tudo. Não conseguiremos vencer e alcançar resultados excepcionais todos os anos, mas serviu para buscar e encontrar o equilíbrio que o clube precisa, para continuar crescendo e se desenvolvendo de forma sustentável.

Se tratando da base, a safra dos últimos dois anos foi muito generosa com o Tubarão. A gurizada pros próximos também é promissora?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Acreditamos que sim, pois o trabalho se mantém. Tanto a gestão com os treinadores das categorias de base, que seguem uma linha de trabalho bem definida, o que traz estabilidade para todos. Para o próximo ano, o investimento será focado no desenvolvimento de um sistema de recrutamento de atletas mais assertivo e com mais eficiência, olhando ainda mais para meninos e meninas da nossa região, em especial na categoria sub-15.

O clube terá escolinha em 2020?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – O clube já mantém escolinha em Tubarão e vai ampliar parcerias por toda a Amurel.

Quanto o Tubarão faturou com venda de jogadores?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Não é um número preciso, visto que muitas vezes se faz a transferência e não se recebe, em especial no Brasil. Porém, desde 2016, os valores giram em torno de R$8 milhões. As vendas de Borges e Jandrei foram as mais significativas.

Quais foram as principais dificuldades em 2019?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Falta de encaixe entre jogadores e comissões técnicas, grande número de jogadores, além do perfil de atletas, pois investimos alto em nomes já consolidados, ao invés de olhar para jogadores com mais vitalidade. Esses pontos serão levados em conta na montagem de 2020.

Qual o maior erro nestes anos de projeto?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Os erros servem como aprendizado. Diria que, talvez, foi não olhar para perto, pensar muito só em futebol. O projeto é muito mais do que só o resultado do jogo no final de semana.

Qual o maior acerto nesses anos de projeto?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Acreditar que podemos fazer diferente. Acreditar e confiar nas pessoas de bem que estão conosco, em especial acreditar em Tubarão e toda região.

Dobrar o número de sócios não é uma meta muito ousada, diante de uma temporada complicada, vivida em 2019?

Luiz Henrique Martins Ribeiro – Talvez quem só olhe para resultados esportivos, sim. Quem olha muito além disso, que olha para o projeto como um todo e enxerga o impacto trazido na vida da nossa comunidade – e de tantas outras pessoas – me parece um número razoável. Eu acredito que temos 1.500 pessoas em nossa região que gostam e apoiariam o Tubarão como sócios torcedores. O sócio torcedor é aquele que contribui para a manutenção do “Estádio da Vila” e da base. É aquele que apoia a manutenção da parceria com futsal e com o basquete. É aquele que ajuda a desenvolver o futebol feminino e nos auxilia a gerar renda para mais de 180 famílias, que são os nossos colaboradores. O sócio do Tubarão sente orgulho de vestir nossas cores. Não tem vergonha de dizer que é Tubarão. Pelo contrário, se orgulha de um clube que até pouco tempo atrás, sequer tinha série para jogar e hoje segue para quarta temporada seguida na primeira divisão do estado e para o terceiro campeonato nacional consecutivo. A torcedor do Tubarão é aquele que torceu para o clube na Copa do Brasil e hoje já o vê entre os cem melhores no ranking da CBF. Esses são nossos sócios e sócias.  Por isso eu acredito muito que vamos chegar a 1.500 Sócios Sangue Azul. Acredito e continuo confiando. Nós sonhamos grande!

“Scout” do Peixe

  2017 2018 2019 2020
Patrocinador esportivo   Erréa Pxis Kappa
Camisas vendidas   3.000 2.500  
Sócio Sangue Azul 151 458 781 1.500
R$ Sócio Sangue AzulR$38mil R$258 mil R$520 mil  
Facebook   25.476 28.014  
Instagram   18.767 27.861  
Twitter   4.754 6.873  
YouTube   3.234 4.220