Principal Últimas Laguna: Vereador preso renuncia ao mandato
Laguna: Vereador preso renuncia ao mandato

Laguna: Vereador preso renuncia ao mandato

0
0

Vereador está preso há quase dois meses

Preso há quase dois meses, o vereador de Laguna Thiago Duarte (MDB) renunciou ao cargo. A carta de renúncia foi entregue por seus advogados e lida durante sessão do Legislativo. Thiago estava em seu segundo mandato e foi preso junto a outros dois edis durante a Operação Seival, realizada em setembro.

O emedebista, que já foi secretário da Pesca e Aquicultura, informou em sua carta de renúncia que a decisão foi para que Thiago possa se dedicar exclusivamente em sua defesa. O agora ex-vereador também destacou na carta que confia em Deus e na Justiça, na certeza de que provará sua total inocência e será absolvido.

Thiago se elegeu pela primeira vez em 2012, sendo o edil mais jovem naquela legislatura, com 22 anos. Foi reeleito em 2016 e chegou a ocupar o cargo de primeiro secretário na mesa diretora eleita. Com a renúncia, a Câmara empossou o suplente Waldyr Sant’Anna Junior.

O político já estava no cargo desde o fim de outubro, quando foi empossado para ocupar a vaga, pois Thiago estava impossibilitado de estar nas sessões.

Além da Thiago, seguem presos Cleosmar Fernandes (que ocupava a vaga de presidente da Câmara) e Valdomiro Barbosa.

Operação Seival 2 foi realizada em Laguna

Na operação policial de 24 de setembro, a sede do Legislativo foi alvo de cumprimento de mandados de busca e apreensão e os vereadores foram impedidos de acessar o prédio por quase 30 dias. A operação foi realizada pela força-tarefa composta pela Polícia Civil e MPSC, que investiga os crimes de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato — que consiste em apropriar ou desviar dinheiro público. Além dos três vereadores presos, um secretário da cidade também foi levado pela polícia. O nome dos demais envolvidos não foi informado pela polícia.

Com informações do Diário do Sul