Principal Blog Nilton Veronesi Justiça suspende decisão da Câmara que rejeitou contas da Prefeitura de Gravatal
Justiça suspende decisão da Câmara que rejeitou contas da Prefeitura de Gravatal

Justiça suspende decisão da Câmara que rejeitou contas da Prefeitura de Gravatal

0
0

Na semana passada, a Câmara de Vereadores de Gravatal – arbitrariamente – rejeitou as contas de 2017 do prefeito Vardo, mesmo com o parecer favorável do TCE. E tudo leva a crer, que foi picuinha política. O doutor Ramirez Zomer, procurador do município, conseguiu na noite de quarta-feira, dia 08, junto ao Tribunal de Justiça do Estado a tutela antecipada, suspendendo o decreto legislativo que rejeitava as contas da atual administração municipal gravatalense.

O fim do despacho do desembargador diz o seguinte: “Assim, porque constatados os pressupostos necessários (probabilidade do direito e risco de dano), defiro a antecipação da tutela recursal requerida e suspendo os efeitos da decisão agravada, bem como os efeitos do decreto legislativo referenciado, até o julgamento definitivo deste recurso”.

A “oposição” na Câmara de Gravatal já está pensando nas eleições de 2020. Não deram direito ao prefeito Vardo Vez, MDB, a defesa e não sei se a população vai engolir essa “eleição antecipada” promovida pelos opositores.

RELEMBRE O CASO:

Câmara de vereadores de Gravatal rejeita as contas do exercício 2017 do prefeito Edvaldo Bez (Vardo) MDB. Segundo MP do Tribunal de Contas havia Contabilização Indevida de R$ 2.066.378,51 e Déficit de Execução Orçamentária (consolidado) de R$ 1.403.386,53. O parecer é assinado pelo Dr. Diogo Roberto Ringenberg. Foram 6 votos pela rejeição e 3 pela aprovação.