Principal Últimas Em Destaque Homem que confessou matar ex-mulher e jogar corpo em rio em SC vira réu em ação penal
Homem que confessou matar ex-mulher e jogar corpo em rio em SC vira réu em ação penal

Homem que confessou matar ex-mulher e jogar corpo em rio em SC vira réu em ação penal

0
0

O homem que confessou ter matado a ex-mulher em Concórdia, no Oeste catarinense, e jogado o corpo dela preso a pedras em um rio em Alto Bela Vista, na mesma região, virou réu em uma ação penal. A denúncia do Ministério Público foi aceita pela Justiça na sexta-feira (17), informou a assessoria do órgão nesta terça-feira (21).

O agora réu, de 34 anos, foi preso em Antônio Prado, cidade gaúcha distante cerca de 220 quilômetros de Alto Bela Vista, no dia 7 de dezembro, quatro dias após o desaparecimento de Roseli Stoll.

À polícia, confessou o assassinato. Disse que usou uma cinta para enforcar a ex-mulher em 3 de dezembro e que a amarrou a uma pedra para evitar que flutuasse na água. Ele ainda indiciou o local onde teria jogado o corpo.

A mulher foi procurada pelos bombeiros por mais de uma semana em uma área de 100 quilômetros. Os socorristas usaram um sonar, uma máquina subaquática e cães farejadores nas bordas do rio. O corpo não foi encontrado e as buscas foram encerradas pela equipe depois do décimo dia.

Fim de namoro

Segundo o delegado Álvaro Weinert Optiz, a morte teria sido motivada porque Roseli queria terminar o relacionamento para visitar o filho, que mora do Paraná. O suspeito teria recusado o fim do namoro e matou a mulher.

Mesmo sem a localização de Roseli Stoll, a Polícia Civil catarinense indiciou o suspeito por homicídio com quatro qualificadoras e ocultação de cadáver. O inquérito foi remetido ao Ministério Público em 16 de dezembro e a denúncia foi encaminha à Justiça no dia seguinte, 17.

Com informações do G1 SC