Principal Últimas Em Destaque Governador é a representação da velha política
Governador é a representação da velha política

Governador é a representação da velha política

0
0

Conforme prometido no último sábado (15), o Governo Moisés encaminhou o convênio de R$10 milhões para a solução definitiva do desassoreamento da Barra do Camacho, nesta segunda-feira, conforme você pode ver no documento abaixo. Os arranjos políticos do anúncio, foram dignos da velha política, algo tão condenado pelo comandante até os processos de impeachment.

Vamos aos fatos.

Primeiro, em bom fazer o registro, a então governadora interina Daniela Reinehr (sem partido) se mostrou frágil, politicamente falando. Fez um teatro, visitou a barra, mostrou total desconhecimento da situação e, quase no final do seu curto mandato, anunciou um valor insuficiente para o desassoreamento definitivo. Parece que a governadora confiou demais nas forças “de cima”, para permanecer no comando, e esqueceu de fazer o dever de casa. Se o comandante conseguiu viabilizar a grana, porque Daniela não conseguiu?

Segundo, colocar o deputado estadual Zé Milton (PP) como alguém que articulou a viabilização da verba foi um tremendo desrespeito com Volnei Webber (MDB) e Felipe Estevão (PSL), parlamentares que brigaram pela execução da obras desde o começo dos seus mandatos. Para eles nunca foi uma bandeira de ocasião, como acabou sendo. Isso é normal no jogo político? Claro que é. Mas quem prometeu fazer diferente, não foi este que vos escreve e sim o Comandante Moisés, então candidato ao Governo do Estado de Santa Catarina. “Tudo novo e não de novo, eu não quero não senhor. Chega do velho quero o novo”, dizia o principal jingle de campanha do comandante. Dar os créditos de uma obra, porque alguém lhe salvou de um processo de impeachment, do maior caso de corrupção envolvendo o executivo catarinense, não me parece uma “nova política”.

Que ótimo que a obra vai sair. Todos seremos beneficiados com sua execução. Uma pena ter sido feita, da forma que foi. É o modus operandi do comandante. Foi assim no anúncio da “Ponte Tubarão/Capivari” e da revitalização da Rodovia Ageu Medeiros. Lembram que o governador anunciou os investimentos a um seleto grupo, no Bistrô João Nica, excluindo imprensa, prefeito, autoridades, etc. para tentar alavancar a candidatura do empresário Luciano Menezes? Eu não esqueço. Tenho até foto.