Principal Últimas Governador destaca investimentos na educação especial na abertura do 17º Congresso das Apaes
Governador destaca investimentos na educação especial na abertura do 17º Congresso das Apaes

Governador destaca investimentos na educação especial na abertura do 17º Congresso das Apaes

0
0

O governador Carlos Moisés destacou os investimentos históricos que a educação especial está recebendo em Santa Catarina durante a abertura do XVII Congresso Estadual das Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) na tarde desta terça-feira, 21, em Florianópolis. Serão mais de R$ 100 milhões em repasses para instituições especializadas de todas as regiões do Estado, como Apaes, Associações de Amigos do Autista (Amas) e Associações de Surdos, Deficientes Físicos e Visuais.

“Nós precisamos de um olhar diferenciado para a educação especial, um olhar de inclusão. É necessário acreditar que ela traz bons resultados, humanizando as relações, qualificando os professores. Por tudo isso, o Governo do Estado tem esse olhar sistêmico, fazendo os maiores investimentos da história nesse setor. Não basta apenas dizer que a educação é o futuro. São necessárias ações e nós estamos fazendo isso”, ressaltou o governador.

A presidente da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), Janice Krasniak, salientou que o Governo do Estado está analisando mais de 600 projetos de melhorias e reformas nas instituições especializadas. Segundo ela, o Executivo honrará com todos esses compromissos, além de investir mais de R$ 10 milhões em tecnologia, com a aquisição de equipamentos para professores e alunos.

Na avaliação da presidente da Federação estadual das Apaes, Alice Kuerten, o momento é de agradecer a parceria com o Governo do Estado, que está realizando “grandiosos investimentos” nas instituições. Ela também fez um apelo: “Desejo que esse congresso nos leve a pensar e repensar os nossos desafios, de todos que militam na educação especial”.

O XVII Congresso das Apaes tem como um dos temas a Educação Especial em tempo de Educação Remota e deve reunir, de maneira online e presencial, aproximadamente seis mil profissionais das diversas áreas como educação, saúde e assistência social, além de simpatizantes da causa.