Principal Últimas Gasolina ultrapassa R$ 6 o litro no centro de Criciúma
Gasolina ultrapassa R$ 6 o litro no centro de Criciúma

Gasolina ultrapassa R$ 6 o litro no centro de Criciúma

0
0

Encher o tanque está ainda mais caro. Outra vez, o valor da gasolina aumenta nos postos de combustíveis. Isso porque, a Petrobras anunciou um reajuste na sexta-feira, desta vez de 7,2%, que já reflete nas bombas desde sábado. Alguns estabelecimentos de Criciúma já praticam o novo preço, enquanto outros devem aplicá-lo ainda nesta segunda-feira.

“Infelizmente, a Petrobras anunciou mais um aumento na gasolina, agora, de 7,2%. Segundo eles, em razão do aumento do barril de petróleo e também da cotação alta no valor do dólar. Foi um aumento muito expressivo, fica muito difícil para os estabelecimentos absorverem, ainda mais que já tinha sido absorvido outro aumento”, comenta o proprietário de um posto de combustíveis de Criciúma, Paulo Roberto Benedet.

O preço médio da gasolina passa de R$ 2,78 para R$ 2,98 para as distribuidoras, refletindo em um reajuste médio de R$ 0,20 por litro. Em Criciúma, conforme informações apuradas nesse domingo, os valores variam entre R$ 5,97 e R$ 6,21 em alguns postos da área central do município. A Petrobras, desta vez, não anunciou alta em outros combustíveis.

“Acredito que a maioria dos postos deve passar o reajuste integral do aumento. Em muitos estabelecimentos já vi que repassaram. Acredito que muitos outros já devem estar com esses novos valores nesta segunda-feira. Mesmo porque, os estoques são abastecidos quase que diariamente, então os postos já compram com o novo preço”, acrescenta Benedet.

Para a gasolina, o período de estabilidade nos preços foi de 58 dias. “Está bastante complicado para a revenda, em função deste alto valor do combustível. O consumo vem retraindo em razão de o preço ser muito alto e os revendedores não conseguem reestabelecer as suas margens. Cada aumento, a gente vê a nossa margem encurtando ainda mais em termos de percentual”, finaliza o proprietário do posto.

Em nota, a Petrobras esclarece que elevação reflete os patamares internacionais de preços de petróleo, “impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial”, e a taxa de câmbio, “dado o fortalecimento do dólar em âmbito global”.

Ainda conforme o anúncio da empresa, os novos ajustes “são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”.

Com informações do site TNSul