Principal Últimas Follmann relembra os cinco anos da queda do avião da Chapecoense: “Só temos o hoje pra viver”
Follmann relembra os cinco anos da queda do avião da Chapecoense: “Só temos o hoje pra viver”

Follmann relembra os cinco anos da queda do avião da Chapecoense: “Só temos o hoje pra viver”

0
0

A queda do avião da Chapecoense na Colômbia, que deixou 71 mortos, completa cinco anos nesta segunda-feira (29). Um dos seis sobreviventes do acidente, o ex-goleiro do time Jakson Follmann, que teve que amputar parte da perna direita em função do acidente, relembra as lições que tirou da tragédia.

— Eu sempre fui uma pessoa que valorizava as coisas simples da vida, isso sempre me cativou. Depois do acontecido, com certeza, valorizo ainda mais. Meu maior sonho depois do acidente era poder ficar em pé, poder caminhar. Uma coisa tão simples que a gente faz no dia a dia e que na maioria das vezes não valorizamos — relatou ao Gshow.

O acidente interrompeu a carreira de atleta de Jakson Follmann, mas ele encontrou outras paixões na vida. Virou palestrante, embaixador de várias marcas e recentemente passou a investir na carreira de cantor. Foi, inclusive, campeão do programa Pop Star da Rede Globo em 2019.

— Só temos o hoje para viver. Temos que viver intensamente como se fosse nosso último dia, minuto e segundo — declarou.

Homenagens

Todos os anos desde o fatídico dia 29 de novembro de 2016, as 71 vítimas que morreram no acidente de avião, entre jogadores, comissão técnica, tripulação e convidados, são homenageadas em Chapecó. Neste ano, a Arena Condá será palco do evento “Pra Sempre Lembrados”, idealizado por familiares dos mortos no acidente e apoiado pelo clube. O evento ocorre a partir das 19h.

A principal atração será Deive Leonardo, evangelista e autor de um best-seller. Ele é considerado um dos cristãos mais influentes do mundo nas redes sociais. Além disso, está prevista a apresentação do Coral de Chapecó.

O Atlético Nacional, clube colimbiano que seria adversário da Chapecoense até que a tragédia interrompeu antes do tempo a final da Copa Sul-Americana em 2016, lembrou dos cinco anos do acidente.

O time escreveu que a relação entre os clubes é “uma amizade para a eternidade”.

Com informações do NSCTotal