Principal GERAL Filhote de baleia franca morre encalhada na Praia do Gi
Filhote de baleia franca morre encalhada na Praia do Gi

Filhote de baleia franca morre encalhada na Praia do Gi

0
0

Por NSC Total/Renan Medeiros

Um filhote de baleia franca, nascido nesta temporada, foi recolhido na manhã desta quinta-feira (9) na Praia do Gi, em Laguna. O animal morreu na noite dessa quarta e foi encontrado encalhado, já sem vida. Trata-se de uma fêmea que mede 6,35 metros de comprimento e tem um ferimento na pele.

Foi o segundo encalhe de filhote registrado em menos de uma semana. Segundo a diretora do Projeto Baleia Franca/Instituto Australis, Karina Groch, o primeiro ocorreu no ultimo domingo (5), na Praia da Armação, Florianópolis, mas o animal estava vivo e foi devolvido ao mar por pessoas que estavam no local.

De acordo com o Instituto Australis, já foi confirmado que o filhote encontrado morto em Laguna não é o mesmo que encalhou em Florianópolis.

A remoção foi feita pelas equipes do “Protocolo de Encalhe” da Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca e do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), com apoio da Polícia Ambiental e Prefeitura de Laguna.

O Protocolo de Encalhes da APA da Baleia Franca é um programa desenvolvido pela equipe da unidade de conservação para prestar assistência aos mamíferos marinhos encalhados na unidade.

Confira as orientações para o caso de um animal ser encontrado encalhado:

– Informe o local do encalhe e outras informações úteis a um dos membros do Protocolo. A ligação ao Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos é gratuita no número 0800-642-3341;

– Não se aproxime do animal, para evitar contaminação;

– Não tente devolver o animal à água;

– Faça fotos, possibilitando a identificação da espécie e documentação do caso;

– Evite respirar o ar expirado pelos animais;

– Não se aproxime da cauda. São animais grandes em situação de debilidade física, que podem se tornar ariscos com a aproximação de outros indivíduos e, assim, causar ferimentos.

Membros do Protocolo de Encalhes

A coordenação do Protocolo de Encalhes na Unidade é formada pela APA da Baleia Franca (sob responsabilidade da ICMBio) Projeto Baleia Franca (executado pelo Instituto Australis), Associação R3 Animal, Udesc/Ceres, Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da Unesc, Corpo de Bombeiros, Capitania dos Portos e Policia Militar Ambiental.