Principal Últimas Em Destaque Fila de espera por leitos de UTI Covid-19 em SC tem 4 pacientes e é a menor desde março
Fila de espera por leitos de UTI Covid-19 em SC tem 4 pacientes e é a menor desde março

Fila de espera por leitos de UTI Covid-19 em SC tem 4 pacientes e é a menor desde março

0
0

Com 4 pessoas à espera de um leito de UTI Covid, Santa Catarina registrou nesta terça-feira (29) a menor fila dos últimos 120 dias. Em 3 de março, data em que o Estado passou a divulgar o total de pacientes com coronavírus que aguardavam por uma vaga em hospitais públicos e privados, 217 doentes precisavam de terapia intensiva e não tinham para onde ir. À época, o sistema hospitalar catarinense enfrentava um colapso. 

As regiões que tiveram os melhores resultados em redução do número de doentes em filas hospitalares, desde então, foram a Grande Florianópolis, que zerou a lista de espera há 67 dias, e o Vale do Itajaí, que chegou a ficar 15 dias sem um único paciente aguardando por vaga (veja no mapa abaixo). Nesta terça, no entanto, a região de Blumenau voltou a registrar fila, com duas pessoas à espera de leitos Covid. 

O Sul do Estado, por outro lado, única região que nunca tinha zerado a fila desde 3 de março, não tem pessoas aguardando vaga para recuperação da doença em hospitais nesta terça. 

A mesma região tinha tinha 17 pacientes dois dias atrás, em 27 de junho, e 10 doentes em 28 de junho. Um paciente do Meio-Oeste e outro do Norte do Estado, seguem à espera de uma vaga.

A ocupação geral dos leitos de UTI do SUS, o que inclui adultos, pediátricos e neonatais, também é a mais baixa em pouco mais de 120 dias, com taxa 91,6%. A última vez que o índice esteve abaixo de 92% foi em 27 de fevereiro deste ano. Se consideradas apenas as UTIs adulto, no entanto, onde estão 99 em cada 100 pacientes com coronavírus, o índice sobe para 93,1%.

A Grande Florianópolis é a única região com taxa de ocupação de UTIs adulto em 80,3%. Todas as demais apresentam índices superiores a 90%, oscilando entre 90,7% (Vale do Itajaí) e 99% (Meio-Oeste e Serra).

Com informações do NSCTotal