Principal GERAL Eleições 2018: urnas eleitorais terão voto impresso
Eleições 2018: urnas eleitorais terão voto impresso

Eleições 2018: urnas eleitorais terão voto impresso

0
0

Em atendimento à minirreforma eleitoral aprovada em 2015, as eleições de outubro deste ano, na qual eleitor escolherá presidente, governador, senadores e deputados, devem contar com importantes novidades em relação aos pleitos anteriores.

Como medida adicional de segurança e confiabilidade do processo, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza os últimos preparativos para viabilizar a confirmação impressa dos votos. A iniciativa deve ser implementada de forma gradativa, atingindo cerca de 30 mil (5%) das 600 mil urnas eletrônicas a serem usadas na votação.

Para tanto, as urnas terão, além da impressora, um repositório lacrado, onde serão depositados cada voto impresso. Em Santa Catarina, entre 500 e 1 mil sessões eleitorais devem contar com o equipamento.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), Álvaro Sampaio Corrêa Neto, a impressão também acarretará uma pequena mudança no processo de digitação dos votos na máquina.

“Após escolher na urna eletrônica todos os seus candidatos, será exibida ao eleitor uma tela com o resumo de seus votos, contendo número e nome dos candidatos escolhidos. Caso a imagem mostrada esteja de acordo com suas preferências, o eleitor deve apertar a tecla ‘confirma’ ou, em caso contrário, cancelar e reiniciar o processo de votação.”

Prazo para solicitar título de eleitor encerra 9 de maio

Os cidadãos brasileiros que pretendem votar em 2018 têm até o dia 9 de maio para solicitar à Justiça Eleitoral seu título de eleitor. O prazo também vale para os eleitores alterarem seus dados cadastrais ou transferirem seu domicílio eleitoral. O primeiro turno das eleições deste ano será realizado no dia 7 de outubro.

Os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida devem conferir se sua seção eleitoral possui acessibilidade, caso contrário é preciso pedir transferência até o prazo. Ao se dirigir ao cartório eleitoral, o cidadão deve levar consigo os seguintes documentos: título de eleitor, caso o possua; um comprovante de residência (sempre que possível, em nome do eleitor e, para os casos de transferência, com antecedência mínima de três meses); um documento oficial de identificação pessoal contendo, no mínimo, nome, filiação, data de nascimento e nacionalidade; e o comprovante de quitação militar, quando do sexo masculino.

Foto: Eduardo G. de Oliveira