Principal SAÚDE “Disponibilizamos a medicação na fase inicial para tentar barrar o avanço dos sintomas”, diz o prefeito de BN Beto Kuerten
“Disponibilizamos a medicação na fase inicial para tentar barrar o avanço dos sintomas”, diz o prefeito de BN Beto Kuerten

“Disponibilizamos a medicação na fase inicial para tentar barrar o avanço dos sintomas”, diz o prefeito de BN Beto Kuerten

0
0

O Município de Braço do Norte segue aplicando normalmente o seu protocolo de manejo de pacientes sintomáticos e com síndrome gripal, com isso, continua à disposição da população braçonortense, que tenha o interesse de utilizar o tratamento precoce, as medicações hidroxicloroquina ou cloroquina, sulfato de zinco e vitamina D em sua farmácia da Secretaria de Municipal de Saúde, respeitando a prescrição do médico e a sua avaliação realizada individualmente em cada paciente.

Apenas a ivermectina, medicamento que colabora no tratamento de diversas infecções causadas por vermes e parasitas, passará por licitação para compra na próxima semana. O protocolo foi elaborado pelo diretor técnico da Secretaria Municipal de Saúde, doutor João Eugenio Henrique Heidemann e Silva, com participação da médica infectologista Eletanea Esteves de Almeida, com base nos Protocolos AMIB, ABRAMEDE, AMB – 2020, orientações do Ministério da Saúde, da Sociedade Brasileira de Infectologia, do Hospital Naval Marcílio Dias e da Organização Mundial da Saúde (OMS). A intenção é evitar que a doença passe do primeiro estágio para estágios mais avançados que exijam internação.

Ainda segundo o protocolo de manejo, o primeiro da Amurel, a prescrição de qualquer medicação é de decisão e responsabilidade exclusiva do médico (Ato Médico). Principalmente as medicações que não existem consensos no seu uso para a Covid-19, a exemplo da hidroxicloroquina ou cloroquina, ivermectina, sulfato de zinco e vitamina D. Assim cabe ao médico, e ao paciente, a decisão de utilizar ou não.

De acordo com o prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, a intenção do Município é realizar o máximo de testagens e, tendo os resultados positivos, seja possível iniciar o tratamento precoce. “Disponibilizamos a medicação na fase inicial para tentar barrar o avanço dos sintomas e dar uma recuperação mais rápida aos pacientes”.