Principal Blog Nilton Veronesi Crise faz Amurel perder mais de R$2,3 milhões de ICMS
Crise faz Amurel perder mais de R$2,3 milhões de ICMS

Crise faz Amurel perder mais de R$2,3 milhões de ICMS

0
0

Os reflexos do caos gerado pelo coronavírus atingiu a economia em cheio e começa a afetar os cofres públicos. A Federação Catarinense dos Municípios (FECAM) tem feito um acompanhamento diário, do repasse de ICMS aos municípios. Na Amurel, os prefeitos terão 21,33% a menos, em média, para custear a máquina pública. Cerca de R$2,3 milhões deixaram de entrar nas receitas municipais. Laguna e Capivari de Baixo perderam mais de 25% cada. Já Tubarão, deixará de receber R$561 mil. A tabela abaixo mostra as duas primeiras semanas do mês de abril de 2019 e 2020.

  Abril/2019Abril/2020 %
Armazém R$ 309.777,00 R$ 256.582,00 -17,17%
Braço do Norte R$ 1.209.370,00 R$ 973.006,00 -19,54%
Capivari de Baixo R$ 1.050.996,00 R$ 783.060,00 -25,49%
Grão Pará R$ 368.860,00 R$ 300.160,00 -18,62%
Gravatal R$ 272.931,00 R$ 208.970,00 -23,43%
Imaruí R$ 204.713,00 R$ 161.191,00 -21,26%
Imbituba R$ 1.255.256,00 R$ 1.024.379,00 -18,39%
Jaguaruna R$ 457.765,00 R$ 359.442,00 -21,48%
Laguna R$ 549.209,00 R$ 406.693,00 -25,95%
Pedras Grandes R$ 224.893,00 R$ 176.657,00 -21,45%
Pescaria Brava R$ 164.826,00 R$ 135.991,00 -17,49%
Rio Fortuna R$ 302.216,00 R$ 238.365,00 -21,13%
Sangão R$ 430.942,00 R$ 335.484,00 -22,15%
Santa Rosa de Lima R$ 184.546,00 R$ 143.549,00 -22,22%
São Ludgero R$ 739.190,00 R$ 565.709,00 -23,47%
São Martinho R$ 200.707,00 R$ 164.917,00 -17,83%
Treze de Maio R$ 264.335,00 R$ 204.902,00 -22,48%
Tubarão R$ 2.296.536,00 R$ 1.735.436,00 -24,43%
AMUREL R$ 10.487.075,00 R$ 8.174.550,00 -22,05%
Média % -21,37%

Segue a nota, nada otimista, da Fecam

O acompanhamento diário da FECAM sobre o comportamento do ICMS em tempos de Coronavírus, aponta que até o décimo dia útil de abril, há uma queda dessa receita na ordem de 22% aos municípios catarinenses, em relação ao mesmo período do ano passado, o que representa cerca de R$ 60 milhões em perdas. O total recebido até aqui é de R$ 211 milhões.

A entidade destaca que como a quarentena no Estado foi decretada em 17 de março, o maior impacto sobre o ICMS deve ser sentido a partir da segunda quinzena de abril.

Impacto

O cenário demonstra a necessidade de controle e cautela dos agentes públicos. Um estudo do Fundo Monetário Internacional (FMI), lançado este mês, prevê uma retração global da economia para 2020, comparada a crise de 1929. A economia global deverá contrair-se 3% neste ano, uma retração maior do que na crise financeira de 2008/09. A previsão de queda de 3% prevê um segundo semestre em que a atividade econômica seja normalizada. Caso isso aconteça, o FMI acredita em 2021 o mundo cresça 5,8%.

Apenas para o Brasil, o Fundo entende que a queda em relação a 2019 será 5,3%, percentual maior do que o estimado pelo Relatório Focus que é de 1,18%. Para o Fundo é a primeira vez que economias avançadas, emergentes e em desenvolvimento estarão em recesso sincronizado.