Principal Últimas Coronavírus em SC: FCC oferece diversas atividades de forma virtual
Coronavírus em SC: FCC oferece diversas atividades de forma virtual

Coronavírus em SC: FCC oferece diversas atividades de forma virtual

0
0

O Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), por exemplo, criou tarefas para famílias, relacionadas a exposições do museu

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) está oferecendo diversas atividades virtuais para crianças e adultos enquanto os espaços culturais permanecem fechados ao público em função da pandemia da Covid-19.

O Museu de Arte de Santa Catarina (MASC), por exemplo, criou tarefas para famílias, relacionadas a exposições do museu. Uma mostra está sendo organizada com uma proposta de interação: trata-se da iniciativa “MASC + Escolas: Ações Digitais”. Além disso, o acervo do MASC, que conta com obras de artistas catarinenses, de outros estados e estrangeiros, pode ser acessado de forma virtual.

A Escolinha de Arte disponibiliza, semanalmente, tarefas de teatro, artes visuais e música, com propostas divididas por faixa etária de 5 a 12 anos. O resultado está sendo mostrado em exposições virtuais que podem ser conferidas na página da FCC no Facebook.

Durante a semana das crianças, diversas atrações podem ser conferidas, viabilizadas por meio de parcerias. A programação inclui exibições de curtas-metragens da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis pelo YouTube, onde também haverá transmissão de podcast do Consonante Duo; da série A Casa Espacial; do show Clássicos do Cinema Infantil, com a Camerata Florianópolis; dos balés O Quebra-Nozes, A Bela Adormecida e O Lago dos Cisnes, com o Bolshoi Brasil; e da live A Sua Voz, uma peça sobre Malala, com Raquel Stüpp e Maria Amélia Gimmler. Ainda tem o livro O Caco não lava o pé, de Mário Cabral; tour virtual no Museu do Amanhã, Museu Frida Kahlo e Museu Nacional; e a live A Bruxa do Cabelo Branco, com contação de histórias de Greice Miotello da Traço Cia de Teatro.

O Museu da Imagem e do Som (MIS/SC) criou o espaço pedagógico virtual Casa de Ideias. O projeto apresenta materiais digitais com propostas de atividades com etapas de produção, história, técnicas e teoria nas áreas de fotografia, cinema e música. Além disso, pode ser vista a exposição virtual Arte/Cinema: do abismo de um sonho a outras histórias, do artista Alfredo Nicolaiewsky. A mostra, que tem curadoria da professora Nara Cristina Santos, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), será disponibilizada nas páginas do MIS no Facebook e no Instagram, por meio de posts em formato de vídeo com narração simultânea.

Também, por meio de uma parceria com a Unisul, estão sendo transmitidas sessões de cinema on-line aos fins de semana.

Para relembrar curiosidades sobre construções antigas de Santa Catarina estão sendo publicados vídeos semanais da série Histórias do Patrimônio. Por meio do projeto Ô de Casa será possível conhecer os bens tombados no estado e ver imagens das edificações.

A Biblioteca Pública de Santa Catarina oferece o serviço de pesquisas de acervo por e-mail. Além disso, para a busca de dados, foi elaborado um tutorial para acessar a Hemeroteca Digital Catarinense que orienta pesquisas na plataforma. A Biblioteca também é parceira nos Encontros com a Cultura Japonesa, que ocorrem virtualmente às segundas-feiras e oferece, ainda, atividades da Oficina Literária Boca-de-Leão, com propostas de escrita criativa, clube de leitura e vivência em biblioterapia. Além disso, foi organizado o Desafio Inclusivo Conte uma História e são divulgadas na página da BPSC no Facebook e no canal de vídeos da FCC no YouTube a série de vídeos com dicas de livros infantojuvenis.

O Ateliê de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Atecor) publicou uma videoaula sobre Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e outra sobre higienização de ambientes. A atividade é direcionada a profissionais que lidam diretamente com acervos em instituições públicas ou privadas. Na mesma linha, o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) elaborou um vídeo para orientar a limpeza de obras de arte em casa.

Uma exposição virtual com peças de Osmarina e Paulo Villalva também está disponível para visualização na página do MHSC.

A FCC oferece, ainda, a Agend@ Cultur@l, que tem o objetivo de ajudar a divulgação das diversas iniciativas que estão ocorrendo durante o isolamento social, nas mais variadas plataformas e redes sociais. Para ter o evento divulgado, o responsável deve preencher um formulário com as informações básicas sobre o evento.

Além disso, frequentemente estão sendo publicadas postagens, nas redes sociais, sobre curiosidades do acervo do MIS/SC, MHSC e MASC e dicas de leitura com parceiros e servidores da Biblioteca Pública. Para completar, edições semanais do programa Miscuta estão sendo veiculadas na Rádio Udesc FM de Florianópolis e publicadas no site da FCC.

Lei Aldir Blanc em Santa Catarina

FCC criou uma comissão estadual para operacionalizar a Lei Aldir Blanc em Santa Catarina. Atualmente estão abertas as inscrições para solicitar a renda emergencial disponibilizada aos trabalhadores e às trabalhadoras da cultura.

A Lei Aldir Blanc prevê ações emergenciais para o setor cultural. Entre as medidas está o auxílio financeiro a trabalhadores e trabalhadoras e a espaços artísticos e culturais que tiveram suas atividades interrompidas devido à pandemia do novo coronavírus. O Estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), fará o pagamento de renda emergencial aos trabalhadores e trabalhadoras do setor, enquanto os municípios ficarão responsáveis pelos subsídios para os espaços culturais.

Edital #SCulturaemSuaCasa

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) criou o edital de Credenciamento #SCulturaemSuaCasa, que distribuirá R$ 4 milhões para a realização de apresentações com transmissão on-line, bem como geração e disponibilização de produtos e serviços artísticos ou culturais exclusivamente no formato digital. As inscrições são gratuitas, devem ser realizadas exclusivamente pela plataforma desenvolvida para este fim (sculturaemsuacasa.idcult.com.br) e permanecerão abertas até o esgotamento total de recursos ou enquanto perdurar o estado de calamidade pública decretado pelo Governo do Estado para fins de enfrentamento à Covid-19.

Em colaboração com o Notisul