Principal GERAL Centro Integrado para gerenciamento de riscos e desastres é inaugurado em Tubarão
Centro Integrado para gerenciamento de riscos e desastres é inaugurado em Tubarão

Centro Integrado para gerenciamento de riscos e desastres é inaugurado em Tubarão

0
0

Nesta quarta-feira (28), o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, inaugurou mais dois Centros Integrados de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd). A primeira em Tubarão, e em seguida em Araranguá.

Segundo o secretário, o início de atividade dos centros representa uma resposta mais rápida para a população do sul do Estado. “O objetivo é interligar toda Santa Catarina. Em Florianópolis, estamos finalizando o Cigerd, onde a Defesa Civil irá trabalhar de forma integrada com as outras secretarias facilitando e direcionando as ações em crises”, ressaltou.

Cada centro possui cerca de 160 metros quadrados e foram construídos com nove módulos de ferro galvanizado. São estruturas autossuficientes com a capacidade de permanecerem operacionais mesmo com falta de energia elétrica. Foram investidos cerca de R$ 853.082,57 em cada Cigerd.

O objetivo do Centro é integrar os órgãos envolvidos na Defesa Civil e aproximar a Secretaria de Estado da Defesa Civil dos municípios. O Cigerd Regional é parte de um projeto inovador baseado em referencias internacionais em funcionalidade, para que exista mais praticidade na construção de uma defesa civil assertiva.

Em Tubarão, a estrutura foi construída graças a uma parceria da Secretaria de Estado da Defesa Civil com a Polícia Militar de Santa Catarina, que cedeu o terreno na rua Padre Roberto Ladall de Moura, no bairro São João. Já em Araranguá, o terreno para a implantação foi cedido pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), na rua coronel Apolinário Pereira, no Centro.

A secretaria de Estado da Defesa Civil está implantando 20 centros do mesmo modelo, estrategicamente distribuídos no Estado. Todos serão interligados com a base em Florianópolis, facilitando a gestão da crise e possibilita uma resposta rápida ao cidadão.

Foto: Divulgação