Principal Últimas Catarinense de 19 anos fica com o 1º lugar em competição nacional de economia
Catarinense de 19 anos fica com o 1º lugar em competição nacional de economia

Catarinense de 19 anos fica com o 1º lugar em competição nacional de economia

0
0

Um estudante de 19 anos de Criciúma, no Sul catarinense, venceu a 10ª edição da Gincana Nacional de Economia. Luís Eduardo Candiotto Tereza está na quarta fase do curso de Ciências Econômicas na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) e foi o único representante no pódio da região sul.

“Imaginava sim [ganhar]. Meu objetivo desde que me inscrevi era o pódio. Penso que fiz uma ótima gincana, superando minhas expectativas acerca das capacidades que possuo, principalmente no lado psicológico. A tranquilidade e a paciência foram fatores fundamentais na competição”, afirma.

Segundo Luís Eduardo, a competição envolvia diversos conhecimentos técnicos sobre economia em que, através de jogos interativos e elaboração de vídeos, os acadêmicos deveriam demonstrar e provar esses conhecimentos.

“A etapa mais difícil sem dúvidas foi a fase nacional, pois os acadêmicos dos outros estados eram de alto nível e os desafios mais difíceis”, conta.

O evento, que é realizado anualmente e teve que ocorrer de maneira on-line em razão da pandemia, buscou conciliar conceitos econômicos com a prática e “possibilitar aos participantes uma simulação na administração restrita de variáveis macroeconômicas”.

O resultado foi homologado e publicado no Diário Oficial da União do Conselho Federal de Economia em 13 de setembro. O estudante foi premiado com R$ 2,5 mil.

“Pretendo investir todo o dinheiro”, disse o futuro economista sem dar mais detalhes.

Pandemia

De acordo com Luís, a pandemia da Covid-19 afetou sua preparação para a competição. A gincana também teve que ser remodelada e ocorreu totalmente on-line para se adequar ao cenário pandêmico.

“Como as aulas presenciais mudaram para o formato on-line, tive a necessidade de estudar ainda mais e criar estratégia para manter o foco. Acredito que a conquista da gincana foi um indicativo de que consegui me sobressair em tempos de pandemia”, afirma.

Divulgação

Concorrendo com estudantes de todo o Brasil, o catarinense comemorou, além da vitória, a possibilidade de conhecer novas pessoas. Mesmo que virtualmente.

“Assim que soube [do resultado], o sentimento de alegria e emoção tomou conta. Ver toda minha família e amigos festejando a vitória junto comigo foi sensacional. Agora, pretendo continuar estudando, batalhando e trabalhando muito para me tornar uma referência na área e conquistar ainda mais vitórias”, conclui.

Com informações do site G1/SC