Principal Últimas Bolsonaro anuncia leilão de área do Porto de Imbituba
Bolsonaro anuncia leilão de área do Porto de Imbituba

Bolsonaro anuncia leilão de área do Porto de Imbituba

0
0

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na manhã desta segunda-feira (11), em uma postagem nas redes sociais, o lançamento da licitação de uma estrutura do Porto de Imbituba, em Santa Catarina. À coluna, o prefeito Rosenvaldo Júnior (PSB) confirmou que trata-se do arrendamento de uma das áreas do porto, no Terminal de Granéis Líquidos. 

Divulgação/Redes Sociais

Conforme o prefeito, trata-se de uma nova gestão para um espaço já consolidado do porto. Ele explica, ainda, que são tanques que serviram por muito tempo para o armazenamento de soda cáustica.

Esses tanques foram operados pela Brasken, subsidirária da Petrobrás, que deixou de lidar com esse tipo de material. Rosenvaldo Júnior relata a expectativa pelo interesse de empresário pela área e aponta que “será um investimento importante para o porto”.  

O impasse dos combustíveis

No terminal a ser arrendado, será possível movimentar diversas cargas líquidas. Há, porém, um impedimento envolvendo combustíveis. Essa licitação pode reacender uma discussão que movimentou Imbituba em 2016.

— É que no município existiu uma grande controvérsia. Havia projeto para trazer uma empresa que colocaria tanques de combustíveis próximo da área portuária. Houve até audiência pública para liberação. Na época houve grande polêmica, a cidade foi contrária — lembra o prefeito.

Existe uma lei municipal que, hoje, impede o armazenamento de combustíveis. 

— Existe essa dificuldade legal de outros tipos de materiais líquidos, mas a operação desse terminal para esse tipo de material, como soda cáustica, é possível — detalha.

Esse arrendamento atende a mesma linha de outros já realizados no terminal em Imbituba.

— Quem faz essas licitações é a União, embora a gestora do porto seja, e continue sendo, a SC Par. Já tivemos outros arrendamentos bem sucedidos, como o do terminal de contêineres — completa o prefeito. 

— O granel líquido não é a maior movimentação do porto, a maior é a dos grãos, e acredito que vai continuar sendo. Mas, claro, é um movimento a mais, e isso traz uma arrecadação a mais. Mas a vocação para os grãos não muda.

ZPE em 2022

Em paralelo, a prefeitura de Imbituba negocia com o governo do Estado a plena ativação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), uma antiga aspiração do município. Atualmente, a área encontra-se desocupada, com uma estrutura física abandonada e carente de investimentos.

— Isso está sendo tratado em nível de Estado. Tivemos reuniões recentes com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O processo está bem avançado. O Estado está fazendo o projeto de recuperação da área, algumas empresas já demonstraram interesse. Há propostas de instalação ali — conta Rosenvaldo.

O prefeito lembra o caso da empresa automotiva que, recentemente, manifestou interesse de se instalar em Imbituba e, se isso ocorrer, será na ZPE. Ele sinaliza, ainda, o interesse de outras empresas interessadas, como por exemplo do ramo calçadista, cita que “talvez em 2022 tenhamos as primeiras empresas já operando na nossa ZPE”.

Com informações de Denis Luciano, colunista do NSCTotal