Principal GERAL Após reclamações, “sinaleira do Pinguim”, no Andrino, foi modificada
Após reclamações, “sinaleira do Pinguim”, no Andrino, foi modificada

Após reclamações, “sinaleira do Pinguim”, no Andrino, foi modificada

0
0


Instalado há alguns dias no chamado cruzamento do Andrino (cruzamento das ruas Aldo Hülse, Andrino Sales Borges, João Adolfo Corrêa e estrada Geral da Madre), o novo semáforo de quatro tempos recebeu uma alteração e passou a funcionar com intervalos de tempo diferenciados em horários específicos. A iniciativa da equipe da secretaria de Urbanismo, Mobilidade e Planejamento faz com que o trânsito flua melhor em momentos de maior movimentação como início da manhã e final de tarde.

A nova programação de intervalos (ver tabela em anexo) foi elaborada diante de um amplo estudo realizado por integrantes da Gerência de Trânsito. A proposta é de manter esse modelo em avaliação durante alguns dias para depois deixá-lo de forma permanente ou então realizar modificações.

O sistema de operação é bastante simples. Às 7 horas, quando é intensa a movimentação da população para a saída para o trabalho ou escola da região do São Clemente para o Centro, por exemplo, o intervalo de sinal verde nesse sentido do cruzamento é de 30 segundos. Depois, passa a ser em tempos mais curtos. Às 13 horas, novamente em horário de pico, volta a ter os 30 segundos.

Outro exemplo de tempo diferenciado se aplica do Centro para o São Clemente (ou trilhos/ponte) entre 11h30 e 12h30, com 45 segundos de sinal verde.

“É uma medida que visa em primeiro lugar a segurança dos motoristas, pedestres e ciclistas e depois o tempo de espera no semáforo, que é uma situação inevitável nos cruzamentos de qualquer cidade de grande porte”, destaca o secretário de Urbanismo, Mobilidade e Planejamento Nilton de Campos.