Principal GERAL O sonho de ser uma pesquisadora
O sonho de ser uma pesquisadora

O sonho de ser uma pesquisadora

0
0

Formada em Relações Internacionais há menos de um ano, a aluna Samara da Silva Neiva não demorou para dar continuidade aos estudos. Logo após a conclusão do curso, ela ingressou no Mestrado em Administração na Unisul. Mas a história de Samara com a pesquisa já é antiga: há quatro anos ela integra um grupo de pesquisa na Universidade. Nesta quinta-feira (20), ela apresentou o resultado de sua pesquisa na 13ª Jornada Unisul de Iniciação Científica (JUNIC). O trabalho abordou estratégias de promoção do desenvolvimento sustentável na Unisul.

O primeiro artigo publicado pela estudante foi um comparativo de mobilidade urbana entre Florianópolis (Brasil) e New Castle (Inglaterra). Samara conta que seu início como pesquisadora não foi fácil. “Eu não sabia muito sobre pesquisa, base de dados. O professor Baltazar Guerra foi quem me incentivou, ainda em sala de aula, a iniciar na pesquisa científica”, afirma.

Atualmente, Samara é integrante do Centro de Desenvolvimento Sustentável (Greens) da Unisul, liderado pelo professor Baltazar Guerra. Há 4 anos fazendo parte do Greens, Samara conta que no início a maior dificuldade foi a língua inglesa. “Apesar de ter feito um curso durante o ensino médio, o inglês científico é diferente. Além de ter que entender a teoria, ainda existia a barreira do idioma. O problema é que os melhores artigos e revistas são publicados em inglês. Até mesmo os brasileiros escrevem as pesquisas em inglês”.

Apesar de todas as dificuldades encontradas no meio do caminho, Samara afirma que é gratificante ser pesquisadora. “É muito bom quando você enxerga os resultados, quando o artigo é aceito para a publicação, por exemplo. Também tem a troca de experiências com outros pesquisadores, o que é muito bom. É o aluno que faz a universidade, ele é que tem que ter interesse e ir atrás”, finaliza a pesquisadora.