Principal Blog Nilton Veronesi Candidato do PCO, que fez papelão no Jornal do Almoço, tem registro rejeitado pelo TRE
Candidato do PCO, que fez papelão no Jornal do Almoço, tem registro rejeitado pelo TRE

Candidato do PCO, que fez papelão no Jornal do Almoço, tem registro rejeitado pelo TRE

0
0

O candidato ao Governo do Estado Ângelo Castro, do Partido da Causa Operária, PCO, que foi um dos assuntos políticos mais comentados da semana por uma participação pífia no Jornal do Almoço (assista), da NSC, teve demonstrativo de regularidade indeferido e candidatura rejeitada. Os outros candidatos ao Senado e a deputados estadual e federal também não poderão concorrer as eleições deste ano.

Os motivos que levaram ao indeferimento do DRAP do partido foram a não apresentação do número de inscrição do diretório regional de Santa Catarina no CNPJ e do livro aberto e rubricado pela Justiça Eleitoral em que conste a ata da convenção estadual para a escolha de candidatos, com a respectiva lista de presença.

Mesmo com o indeferimento do DRAP, a relatora dos processos de registro de candidatura do PCO, juíza Luisa Hickel Gamba, comunicou que julgaria individualmente cada pedido. Em seguida, foi iniciado o julgamento do registro de Ângelo Castro para concorrer ao cargo de governador, que foi impugnado pelo Ministério Público Eleitoral. A relatora do processo votou pelo indeferimento da candidatura, levando em consideração a inelegibilidade de Castro, com base no art. 1º, I, E, da Lei Complementar n. 64/1990.