Principal SEGURANÇA Homem é amarrado e morto a facadas em Capivari de Baixo
Homem é amarrado e morto a facadas em Capivari de Baixo

Homem é amarrado e morto a facadas em Capivari de Baixo

0
0

Fonte: Milton Guimarães Alves

Ex-colaborador da WR Sistemas e WebSites, onde trabalhou como vendedor durante bastante tempo até dois meses atrás, Robson Vieira, 36 anos, atualmente trabalhando como autônomo na área de vendas e consultoria para empresas, foi encontrado morto em sua casa na noite deste sábado. A PM de Capivari, que estava em atendimento a uma ocorrência na cidade, foi abordada na Rua João Ernesto Ramos perto das 19h45m por duas femininas que relatavam que o amigo, Robson, filho do conhecido Chico da comunidade do Indaial, estava amarrado e morto em casa, no número 1671, da própria rua que corta o bairro da Santa Lúcia. Elas teriam ido visitar o amigo quando se depararam com a porta da casa aberta, tudo desarrumado e o encontraram morto, com sinais de enforcamento e com as mãos amarradas.

A guarnição então pediu apoio a uma viatura de Tubarão para fazer o atendimento. A casa foi isolada pela guarnição da PM tubaronense até que o caso voltasse a ser assumido pelos PMs de Capivari, que por sua vez aguardaram a chegada da Polícia Civil, IGP e começaram a colher o relato das testemunhas para lavrar o Boletim. Com autorização da Delegada de Polícia Civil, a guarnição entrou no local e retirou as fotos para anexar a ocorrência. A ocorrência ficou as cuidados da Polícia Civil e IGP, que está montando o inquérito.

Hoje pela manhã, extra-oficialmente, conseguimos apurar o seguinte: Além de ter as mãos amarradas, haviam voltas de fio de energia na boca de Robson, marcas que seriam de facadas no pescoço; a casa toda revirada e destruída, moveis, e roupas tudo revirado. Até a porta de um roupeiro arrancada, como se os assassinos tivessem tentando montar uma maca para retirar o corpo do local. Não tem indícios de que fosse cobrança de dívidas ou latrocínio, ate porque tinha 03 notebooks, um celular que não foram levados, mas sim destruídos. Tinha também aquecedor, microondas entre outros objetos que poderiam reder dinheiro fácil para revender caso fosse latrocínio. Indícios levam a um caso de execução.