Principal GERAL Leão-baio é capturado em Laguna
Leão-baio é capturado em Laguna

Leão-baio é capturado em Laguna

0
0

Será que o mistério do leão baio da praia de Itapirubá foi desvendado? Tudo leva a crer que sim. Foi encontrado na tarde de hoje em Laguna um animal conhecido também como onça parda ou puma. O felino estava descansando em no pátio do Praia Clube, próximo a Padaria Philippi, local de grande fluxo de veículos na Cidade Juliana.

Uma operação composta por policiais militares e ambientais chegou ao local, com uma pistola um agente sedou o animal, que foi colocado em uma pequena jaula e levado para a 3ª Companhia de Polícia Militar Ambiental. O leão será examinado e depois solto no seu habitat.

 

Saiba mais sobre o leão-baio ou onça-parda

A palavra puma de fato tem origem no quéchua, língua dos índios andinos, mas que, adotada pela língua espanhola, acabou por globalizar-se: é a forma mais usada mesmo em Portugal, por exemplo, e acabou formalizada no nome científico da espécie (Puma concolor).

No Brasil, o nome tradicionalmente mais empregado sempre foi suçuarana, derivado da expressão tupi para “que é da cor do veado“. É de notar que “suçuarana” tem seu primeiro registro escrito em língua portuguesa, segundo Houaiss, já em 1587, nas décadas seguintes ao descobrimento do Brasil; já “puma” tem seus primeiros registros escritos (em inglês e em espanhol) apenas a partir de 1777, e, em português, apenas em 1837.

Outros dois nomes usados no Brasil para se referir à suçuarana são onça-parda ou onça-vermelha(sempre com hífen, porque os nomes de espécies de animais e plantas obrigatoriamente se escrevem com hifens). Os adjetivos referem-se obviamente à cor do pelo do animal, que o diferenciam da maior e mais robusta onça-pintada, normalmente chamada simplesmente onça no Brasil – ou jaguar em Portugal.

Nos estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, por sua vez, a suçuarana é também chamada leão-baio. “Baio” designa a cor entre “o castanho e o amarelo-torrado”.