Principal GERAL Paço Municipal de Capivari de Baixo é reformado
Paço Municipal de Capivari de Baixo é reformado

Paço Municipal de Capivari de Baixo é reformado

0
0

Deverá ficar pronta nesta semana a reforma do prédio central da prefeitura de Capivari de Baixo, onde funciona grande parte dos serviços municipais. O trabalho é realizado com recursos próprios e o serviço está sendo executado pelos próprios servidores da secretaria de Obras.

As restaurações começaram pela cobertura e prosseguiram na parte interna, com a reposição e recolocação de pisos, ajustes nos sistemas hidráulico e elétrico, reboco e pintura. Agora, a equipe está em fase final na pintura externa. Esta área também passou por reparos no reboco.

O prédio central abriga o gabinete do prefeito e as secretarias de Educação, Cultura, esportes e Turismo e de Administração, Finanças e Planejamento Urbano. Ligados a estas pastas estão diversos setores, como as assessorias de comunicação, Legislativa e Executiva, Procuradoria Geral, Contabilidade, Recursos Humanos, Tributação, Licitação e Compras, Convênios, Tecnologia da Informação, Patrimônio e Documentação, Almoxarifado Central, entre outros.

Depois de concluída a reforma do prédio central, o mesmo trabalho será executado na casa ao lado, que atualmente abriga a secretaria de Assistência Social. As duas fazem parte do conjunto de edifícios construídos pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em 1945, quando se instalou no então bairro de Capivari. A área onde funcionava a parte administrativa da empresa é um dos imóveis comprados pelo município na década de 90, após a paralisação das atividades da CSN no município. O pagamento foi parcelado em 25 anos.

“Por uma questão de economia, optamos por comprar a tinta e os outros materiais e usar a mão de obra que já temos. Acredito que o gasto é de menos de um terço do que se fôssemos fazer terceirizado, por licitação. Também escolhemos cores neutras, que não deixem margem de interpretação que os tons façam alusão ás cores político-partidárias, como já aconteceu em outros tempos”, diz o prefeito Nivaldo de Sousa.

Foto: Álvaro Dalmagro