Principal SEGURANÇA Suspeito de feminicídio tem sua prisão preventiva decretada
Suspeito de feminicídio tem sua prisão preventiva decretada

Suspeito de feminicídio tem sua prisão preventiva decretada

0
0

A Polícia Civil de Imbituba concluiu o inquérito que investiga a morte da modelo gaúcha Isadora Viana Costa, 22 anos. A jovem foi encontrada morta no último dia 8 em um prédio residencial na área central da cidade. Seu namorado, 35 anos, foi indiciado por homicídio qualificado por feminicídio e teve sua prisão preventiva decretada.

Na manhã do dia 8 de maio, a Polícia Civil foi acionada pelo Hospital São Camilo porque Isadora havia morrido por causa desconhecida. Inicialmente os médicos haviam pensado que ela tinha sofrido uma parada cardiorrespiratória. Os agentes foram até o hospital e iniciaram uma investigação com auxílio do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Laguna, o Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão e a delegacia de Santa Maria (RS).

O resultado do laudo pericial revelou a causa da morte como trauma abdominal. A partir disso, o caso passou a ser investigado como homicídio qualificado por feminicídio. Conforme foi apurado, o assassinato ocorreu entre 6h20 e 7h30. Nesse momento, só estavam no local a vítima e o proprietário do apartamento.

“Posteriormente a delegacia de Imbituba confeccionou alguns quesitos ao IML e em resposta obteve a confirmação de que o trauma sofrido pela vítima não poderia ter sido causado por ingestão de qualquer tipo de substância, uma pequena queda ou mesmo pelas manobras de reanimação cardiorrespiratórias que sofreu, mas sim, que a lesão, tendo em vista o cenário de um apartamento habitual, só poderia ter sido causada com a ação de outro ser humano”, observa o delegado responsável, Raphael Rampinelli.

Foto: Polícia Civil