Principal GERAL Dia das mães em casa: bebê recebe alta da UTI após quatro meses internada
Dia das mães em casa: bebê recebe alta da UTI após quatro meses internada

Dia das mães em casa: bebê recebe alta da UTI após quatro meses internada

0
0

Ser mãe é um dom divino e a maternidade traz um gosto doce à vida da mulher e ao mesmo tempo desafiador. Ser mãe UTI Neonatal, além desses sentimentos que afloram com a chegada do bebê, surge emoções que jamais imaginou vivenciar. A cada dia elas são desafiadas a superar e controlar estas emoções, buscando o equilíbrio e a felicidade em um dos momentos mais marcantes da vida da mulher.

Com 16 anos de experiência e dedicação, os profissionais que atuam na UTI Neonatal e Pediátrica do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), de Tubarão, recebem diariamente essas mães que, vivenciam momentos de incertezas, logo nos primeiros dias de vida de seus bebês. Sabedores da responsabilidade que tem, diante das dúvidas e preocupações destas mães, os profissionais são treinados para acolhê-las, com carinho e dedicação, ajudando-as a enfrentar esta nova jornada da vida.

Com a cabeleireira Elizete Herdt Ballmann, mãe da pequena Isabella Herd Ballmann, de sete meses, não foi diferente. Sua filha está internada na UTI Neonatal há mais de quatro meses e, nesse período, revela que passou momentos de angustia, medo e felicidade. “Eu e minha família não estávamos preparados para lidar com a doença diagnosticada em nossa filha, desde então, o nosso maior objetivo é fazer com que ela receba muito amor e tenha qualidade de vida”, conta Elizete.

A mãe revela que a responsabilidade e o compromisso em fazê-la feliz é ainda maior. “Hoje eu vivo pra ela e todo o meu esforço é para vê-la com saúde e em casa”. A cabeleireira não podia ter recebido melhor notícia esta semana. Após quatro meses indo e vindo todos os dias de São Ludgero para ficar com a filha na UTI, finalmente, vai leva-la para casa. A pequena Isabella recebeu alta nesta quinta-feira (10). “Meu maior presente de todos os dias das mães foi esse”, descreve Elizete, mãe de mais dois filhos, de 19 e 14 anos.

Foto: HNSC