Principal SEGURANÇA Suspeita por latrocínio de idoso lagunense é detida durante fuga para o Rio de Janeiro
Suspeita por latrocínio de idoso lagunense é detida durante fuga para o Rio de Janeiro

Suspeita por latrocínio de idoso lagunense é detida durante fuga para o Rio de Janeiro

0
0

A suspeita pela morte de João Pires de Souza, 72 anos, foi detida nesta terça-feira (10). Ela tentava fugir para o Rio de Janeiro de ônibus quando foi pega. A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Laguna, por meio do delegado Bruno Fernandes, realizou buscas em Palhoça e durante o monitoramento da acusada, de 29 anos, foi descoberta um plano de fuga.

A prisão foi realizada no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que auxiliou na interceptação do coletivo e na prisão, em Barra Velha. Ela confessou o latrocínio, ou seja, roubo seguido de assassinato. Uma televisão e R$ 115 foram levados da vítima. A acusada ficará presa no Presídio Feminino de Tubarão por 30 dias. Caso o inquérito policial confirmar sua autoria, o delegado Bruno Fernandes deve pedir sua prisão preventiva.

De acordo com o delegado, a mulher fazia faxina para o João há dois anos. “Ela disse que foi para a casa da vítima tentar receber um pagamento de faxina que havia sido feita. Segundo ela, o idoso teria se ‘engraçado’ para cima dela. Ela confirmou que matou ele asfixiado com um travesseiro. O dinheiro roubado seria para comprar uma passagem para o Rio de Janeiro”, relatou o delegado.

João, ou “Dão”, como era conhecido, foi encontrada sem vida, no bairro Magalhães, próximo a balsa. Por volta das 20h30 de domingo, a filha da vítima acionou a Polícia Militar e relatou ter ido até a residência, pois há dois dias ninguém via seu pai. Ela encontrou o cadáver jogado no chão do quarto. O corpo estava muito machucado, possivelmente devido a uma luta corporal. O laudo da Instituto Geral de Perícias (IGP) deve confirmar a identidade do punhado de cabelo encontrada na mão do idoso.

Foto: Divulgação