Principal ESPORTES Atleta tubaronense competirá meia maratona em Nova York
Atleta tubaronense competirá meia maratona em Nova York

Atleta tubaronense competirá meia maratona em Nova York

0
0

A tubaronense Tatiane dos Santos Leal, de 41 anos, começou a correr com o objetivo de manter a saúde e o corpo em forma. O que teve início como um desafio pessoal se transformou em um desafio internacional. “No início, meu grande sonho era completar as quatro pontes da nossa linda Beira Rio (8km). Depois veio a participação na São Silvestre (15 km), meias maratonas (21,1 km), e 31 participações em provas do ranking Cortuba (que já renderam até alguns pódios) em cidades do nosso estado”, destaca ela.

Tatiane, que é diretora da área de Tecnologia da Informação da Unisul Campus Tubarão, explica que a participação dela na Meia Maratona Internacional de Florianópolis, realizada em 2017, a credenciou para um novo desafio. A atleta completou o percurso em 1 hora e 53 minutos. O novo desafio será participar da Meia Maratona de Nova York (United Airlines NYC Half) no dia 18 de março, onde competirá com cerca de 25 mil atletas de todo o mundo.

A prova tem como percurso a largada no Prospect Park, no Brooklyn, uma travessia pela ponte de Manhattan, um trecho pelas margens do Rio Hudson e uma subida pela Times Square até o Central Park, onde será feita uma volta completa para terminar o trajeto. Os 21 quilômetros serão percorridos durante o inverno americano, com grandes chances de a temperatura estar abaixo de zero.

A Meia Maratona de Nova York será a quinta que Tatiane participa. Neste percurso, o maior desafio da profissional de TI será a temperatura. Desafio que torna a realização do sonho ainda mais mágica. “Estarei em uma cidade cuja beleza e história dispensam comentários, ao lado de tantas outras pessoas de todo o mundo, fazendo aquilo que hoje me completa e me faz feliz: o esporte,” destaca.

A atleta afirma que não vai parar por aí. Inclusive já fez uma lista de provas e lugares que ainda quer conhecer. Ela tem uma meta em mente: superar cada treino, cada prova e convencer cada vez mais pessoas a praticar este esporte. “Qualquer esporte é transformador na vida das pessoas, e a corrida vem fazendo isso comigo nos últimos dois anos. Me tirou de uma vida sedentária, em que já estava apresentando vários problemas de saúde, para uma vida com mais qualidade. Muitos falam da transformação física (eliminei 24 quilos), mas a transformação interior é muito maior. Me sinto realizada, agradecida e feliz”, completa a meia maratonista.

Foto: Divulgação