Principal GERAL Vereadores aprovam readequação de taxa da Cosip em Tubarão
Vereadores aprovam readequação de taxa da Cosip em Tubarão

Vereadores aprovam readequação de taxa da Cosip em Tubarão

0
0

A Câmara de Vereadores de Tubarão aprovou o Projeto de Lei nº 8/2018 (4/2018 na origem) que definiu os novos valores de cobrança do Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip). De autoria da prefeitura, a proposta teve consentimento de 14 legisladores. Foram duas abstenções – Douglas Antunes, MDB, e José Luiz Tancredo, PSDB. Lucas Esmeraldino (sem partido) não participou da sessão.

Em regime de urgência, o projeto foi enviado ao legislativo na última sexta-feira (2) e votado nesta segunda (5). Na semana passada, o prefeito Joares Ponticelli (PP) decidiu voltar atrás no reajuste aprovado em outubro de 2017. Com a cobrança iniciada a partir desse ano e as inúmeras reações de contrariedade ao aumento, uma nova análise foi feita e um modelo mais brando foi formulado.

Um dos principais incentivadores para que o governo reavaliasse a mudança foi o vereador Gelson Bento (PP). O presidente da Cooperativa de Eletrificação Rural Anita Garibaldi (Cergal) assinou requerimento em conjunto com todos os outros edis para que a prefeitura fizesse um novo estudo. Com a aprovação da Câmara, as taxas atualizadas serão cobradas já na próxima fatura de energia, tanto para usuários da Celesc, quanto da Cergal.

Novos valores após aprovação na Câmara

Faixas (KWh)                    Residencial                                  Não residencial

0 a 50                                      Isento                                             Isento

51 a 100                                   1.3%                                                 5%

101 a 200                                  4%                                                   7%

201 a 300                                  5%                                                  11%

301 a 400                                  7%                                                  14%

401 a 500                                 10%                                                 17%

501 a 600                                 12%                                                 23%

601 a 700                                  15%                                                25%

701 a 800                                  17%                                                30%

801 a 900                                  19%                                               35%

901 a 1000                                22%                                               40%

1001 a 2000                              28%                                               50%

Maior que 2000                        35%                                               66%

Foto: Gilmar Estevam