Principal GERAL Prefeito de Laguna apresenta as ações para 2018
Prefeito de Laguna apresenta as ações para 2018

Prefeito de Laguna apresenta as ações para 2018

0
0

O prefeito Mauro Candemil esteve na primeira sessão de 2018 da Câmara de Vereadores apresentando as ações para o próximo ano, assim como, prestar contas de 2017. “Estamos trabalhando para tirar Laguna de uma situação de desconforto”, apontou.

Salientou a expectativa da transmissão de cargo, no dia 16, onde o lagunense Eduardo Pinho Moreira será o novo governador do Estado de Santa Catarina. Candemil também ouviu e respondeu os questionamentos dos vereadores.

O projeto da rede de esgoto para o Farol de Santa Marta e da Cigana deverá ser concluído até março deste ano. “Para dar um conforto maior para as comunidades da Ilha”, descreveu o prefeito. A Casan pretende erguer uma estação de bombeamento para levar o esgoto na região da Prainha para uma estação de tratamento. A obra poderá chegar até R$ 8 milhões.

O prefeito Mauro Candemil deverá ter um encontro com o responsável técnicos da Casan para conhecer o projeto e discutir algumas situações. Na Prainha são sete saídas de rede pluvial, onde estão jogando clandestinamente o esgoto cloacal. A prefeitura já esteve fiscalizando. A estação experimental instalada comportou três saídas de esgoto, o que não comporta toda a rede.

Pavimentação Bananal/Ponta do Daniel
A expectativa do Governo Municipal é a liberação dos recursos de R$ 4 milhões para a pavimentação do trecho de 5,2 km entre o Bananal e Ponta do Daniel, no distrito do Ribeirão Pequeno. “Está faltando apenas a aprovação do grupo gestor da Secretaria da Fazenda do Estado”.

Acesso norte
O traçado foi modificado a pedido do prefeito. Para agilizar o processo e diminuir as indenizações. O acesso norte deverá passar pela comunidade de Barbacena. Além dele, o secretário da Infraestrutura do Estado Luis Fernando “Vampiro” e sua equipe percorreram o trecho entre a rua da Granja e o bairro Barbacena, com medições chegou-se a conclusão que o trecho comporta duas pistas e uma ciclo faixa.

No projeto elaborado pela empresa contratada para dar continuidade a avenida João Marronzinho,  de acordo com o prefeito, iria atravessar muitos terrenos de terceiros e com um traçado com curva em direção a BR 101. O número de residências à direita para a rodovia federal é bem menor do que à esquerda como previa o projeto.

Sobre o viaduto questionado pela empresa Tereza Cristina sobre a estrada de ferro, a solução foi seguir o traçado até o trilho, parar e continuar logo após. Como já ocorre em outras cidades, onde a via férrea percorre. O projeto está em execução. “Sejamos realistas, a obra deverá passar por licenciamento ambiental, liberação de recursos e indenizações, são etapas que terão que ser vencidas”, frisou.

Colégio Militar
O prédio onde irá funcionar o Colégio Militar em Laguna,  o edifício da Escola de Educação Básica Jerônimo Coelho, deverá ser revitalizado. O projeto está concluído com aprovação do Iphan para uma quadra coberta. O edital poderá ser lançado neste ano com previsão do início das aulas para 2019 ou 2020.

Curso de gastronomia
O Governo do Estado e do município estão na articulação junto a Udesc para novos cursos em Laguna: direito noturno, gastronomia e engenharia de energia renováveis. O curso de gastronomia deverá ter vestibular ainda este ano. O espaço utilizado deverá ser o antigo prédio do restaurante escola, localizado na avenida João Marronzinho, doado para a Udesc pela prefeitura. Em relação ao restante o prefeito está em conversações com a universidade e o Governo do Estado.

Mercado Público
“Já estivemos em Brasília e Rio de Janeiro junto ao BNDES para liberação do término da obra do Mercado Público”, disse o prefeito. Segundo ele, o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aguarda o andamento do inquérito sobre a aplicação dos recursos da revitalização do Memorial Tordesilhas. Porém, a prefeitura apresentou o relatório de prestação de contas ao Banco, respondendo 27 perguntas relacionadas aos projetos do Memorial Tordesilhas e Museu Histórico Anita Garibaldi. Neste relatório ainda consta análises e um plano de ação dos serviços que ainda faltam.

A liberação do restante dos recursos da obra do restauro do Mercado Público está atrelada a prestação de contas dos projetos, o contrato para as três obras é o mesmo. Desde o 2015, o andamento dos projetos foram canceladas devido à questionamento na Justiça. “Estamos na esperança de boas notícias em 2018, que o BNDES se sensibilize”, alertou Candemil.

Inadimplência
Por meio do Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT), com financiamento do BNDES, o governo municipal pretende aumentar do nível de eficiência fiscal, por consequência, diminuir a inadimplência. Com mais recursos, um dos objetivos é pavimentar estradas. De acordo com o último levantamento, Laguna tem 160 quilômetros de vias sem pavimentação. “Estamos trabalhando para mudar esta realidade”, disse o prefeito. De acordo com Candemil, 40% dos proprietários de imóveis em Laguna não pagam IPTU.

Foto: Divulgação/Prefeitura de Laguna