Principal SEGURANÇA Operação Alegria é avaliada de forma positiva
Operação Alegria é avaliada de forma positiva

Operação Alegria é avaliada de forma positiva

0
0

A Operação Alegria 2018, desencadeada pela Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), que teve início na última sexta-feira, 9, prosseguiu sem registros de ocorrências graves. Ao todo, até terça-feira (13), foram empregados 4.248 praças e 154 oficiais da PM nos eventos carnavalescos realizados pelo Estado. Setenta e nove pessoas tiveram de ser conduzidas à delegacia e 13 mandados de prisão foram cumpridos.

A operação, que prosseguiu em todo o Estado de Santa Catarina até o fim da manhã de hoje (14), tinha registrado 518 ocorrências atendidas até a manhã de terça-feira. Além de realizar barreiras policiais, os policiais realizaram também ações de policiamento ostensivo, preventivas, nos locais de maior aglomeração de pessoas. Tudo isso para que não ocorram brigas, atos de vandalismo e para que as pessoas possam aproveitar as festividades com segurança.

Em Laguna, principal ponto de festa da região Amurel neste período, foram efetivadas prisões, apreendidas armas de fogo, fechados pontos de venda de drogas e uma quantidade expressiva drogas tiradas de circulação. Entre as principais ocorrências atendidas nos eventos ligados ao carnaval, destaca-se, na sexta-feira (9) a prisão de dois homens suspeitos de envolvimento no homicídio do adolescente de 17 anos (confira aqui).

No sábado (10) um homem foi preso passando nota de R$ 100 reais falsa. Já no domingo (11) foi efetuada a prisão de um homem, de 25 anos, portando uma arma de fogo com doze munições em meio bloco de carnaval. Na segunda-feira (13) foi apreendido um adolescente de 15 anos portando um simulacro de arma de fogo próximo à arena de shows. Um homem foi preso na noite de terça-feira (13) por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio, próximo ao Colégio Comendador Rocha.

 

Ainda nos eventos de carnaval, foram registrados três furtos de veículos, algumas vias de fato, posse e/ou uso de entorpecentes e as situações de perturbação do sossego alheio. “Os resultados são fruto do empenho de todos os policiais de Laguna e de reforço, os quais se mantiveram comprometidos com a instituição, a sociedade Lagunense e com as pessoas participantes do evento mais tradicional do país”, destacou o comandante do 28º BPM, tenente-coronel Jefer Francisco Fernandes.

Foto: Divulgação/PMSC