Principal SEGURANÇA Falta de representatividade política prejudica Tubarão
Falta de representatividade política prejudica Tubarão

Falta de representatividade política prejudica Tubarão

0
0

As duas ficam no Sul do Estado e são as importantes da região em Santa Catarina. Uma é a maior e a outra a segunda mais importante. As várias semelhanças entre Tubarão e Criciúma acabam quando o assunto é política. A representatividade imensamente maior da capital do carvão faz os investimentos acontecerem em maior quantidade. E também mais rápido.

A semana marcou a inauguração da Penitenciária Feminina de Criciúma. O local tem capacidade para 286 detentas e recebeu investimento de R$ 21 milhões. A unidade tem tem creche, berçário, sala de aleitamento, um espaço para aulas e 36 celas, algumas adaptadas para pessoas com necessidade especiais. O espaço é o primeiro de Santa Catarina exclusivo para mulheres condenadas.

Já em Tubarão, a construção do Presídio Feminino se arrasta há anos. Previsto para ser executado no bairro Bom Pastor, ao lado da unidade masculina, a estrutura atual continua instalada no bairro Humaitá, em área residencial. Já em 2011, quando o espaço para receber homens era inaurado, a secretária estadual de Justiça e Cidadania, Ada de Luca (que continua até hoje no cargo), disse que “em um ano quero entregar o novo Presídio Feminino de Tubarão com espaço para berçários e todos os cuidados necessários para que as detentas, que também precisam de condições dignas, retornem com orgulho para o seio da sociedade”. Sete anos depois, a obra sequer iniciou.

A obra tem custo estimado em R$ 12 milhões com recursos do Pacto por Santa Catarina. O problema é que ela ainda não saiu do papel. Uma licitação chegou a ser lançada para construção da nova sede, mas houve uma suspensão a pedido do Tribunal de Contas do Estado (TCE) por se tratar de um novo formato de licitação em que as empresas dão lance da menor oferta, e que seria utilizado pela primeira vez pela secretaria.

No aspecto político, além de Criciúma ser domicílio eleitoral do atual vice-governador de SC, Eduardo Moreira (PMDB), o município possui vários deputados estaduais e federais, além de secretários de Estado. Já a região de Tubarão não possui nenhum representante.

Foto: Jeferson Baldo/GVG/Noticom