Principal GERAL Se Sol aparecer, DNIT fará trabalhos na BR-101 Sul aos sábados
Se Sol aparecer, DNIT fará trabalhos na BR-101 Sul aos sábados

Se Sol aparecer, DNIT fará trabalhos na BR-101 Sul aos sábados

0
0

Com a sequência de dias com tempo instável no sul catarinense, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) fará trabalhos aos sábados e domingos, caso necessário, nas pistas duplicadas da BR-101. Os serviços para manutenção da rodovia federal vêm sendo prejudicados pelo excesso de água no piso asfáltico, atrasando melhorias e ações de limpeza de vegetação e lixo.

Além do cronograma de conservação, a autarquia mantém equipes para a revitalização na pintura da sinalização horizontal em todo o segmento entre Paulo Lopes a Passo de Torres. A continuidade do cenário de chuvas para a região também afeta a produtividade desse serviço, pois sem as pistas estarem seca, não é possível ancorar a tinta termoplástica ao pavimento.

Com chuva nas pistas, as operações de tapa-buracos são mantidas em caráter emergencial, com uso de massa asfáltica pré-misturada a frio (PMF). Essa composição mantém o selamento com a camada superficial úmida, em durabilidade média, necessitando de recomposição futura. Melhorias em maior escala, nas pistas duplicadas da BR-101, serão retomadas com tempo estável.

Os trabalhos de roçada continuam aos sábados, seguindo calendário de atividades já estabelecido. Os serviços neste dia visam à manutenção da rodovia federal, onde a vegetação rasteira e arbustiva já cresce mais rápido devido aos dias quentes e as chuvas mais frequentes, típicos de primavera. A autarquia também dobrou a área para limpeza, passando de 40 hectares para 80 hectares/mês em cada um dos três lotes de conservação entre os municípios de Paulo Lopes a Passo de Torres.

Mesmo com a previsão de tempo instável os usuários devem considerar as frentes de trabalho aos sábados como ativas, para evitar acidentes. As equipes sempre atuam sobre taludes e bordos de pistas, além do canteiro central para divisão das pistas duplicadas. Os serviços são parte do calendário de conservação da BR-101, indispensáveis para a durabilidade na plataforma de pistas, sistema de drenagem, travessias de pedestres e obras de artes especiais construídos na duplicação da rodovia federal.

DNIT/SC faz revitalização de faixas para pedestres, na travessia urbana de Tubarão

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) disponibiliza nesta semana aos pedestres, a revitalização de oito locais para travessia de pedestres em vias laterais da BR-101 Sul, na travessia urbana de Tubarão. A autarquia reforçou a pintura das faixas sobre o pavimento entre as ruas Dep. Olice Pedra de Caldas e José Alberto Nunes, entre o km 334 ao km 336,5. Nesse segmento, quem anda a pé terá maior segurança ao cruzar a rodovia federal nas duas passarelas construídas e nos viadutos construídos – acesso ao Centro da cidade e acesso aos bairros Morrotes/São João.

A travessia urbana de Tubarão, principalmente nas vias laterais entre o km 332 ao km 337, registra a maior circulação de veículos e pedestres dentre os aglomerados populacionais em que a duplicação da BR-101 Sul atravessa.

O DNIT utilizou tinta termoplástica para definir as faixas para pedestres instaladas, a mesma usada para a sinalização horizontal. Esta tinta dispensa maiores cuidados na aplicação, com maior vantagem de custo/benefício, pois tem alto poder de fixação e maior durabilidade. A sinalização horizontal e vertical definitiva está instalada em todo lote, tanto nas pistas duplicadas, vias laterais e obras-de-arte especial.

A instalação do conjunto de obras para trânsito de pedestres, como passarelas, passagens inferiores, calçadas e faixas de pedestres, tem como objetivo garantir segurança dos transeuntes ao cruzar a BR-101 Sul, utilizando as vias lindeiras. Fora das obras estruturais, entre os 22 projetos socioambientais e um estudo que integram o Projeto Básico Ambiental (PBA), desenvolvido paralelamente às obras de duplicação, consta o Programa de Melhoria das Travessias Urbanas. Esse programa é implementado pelo DNIT e acompanhado pelo consórcio Concremat-Tecnosolo (Gestora Ambiental). O programa desenvolvido tem como objetivo o planejamento, construção e operação da rodovia, de modo a integrá-la ao espaço urbano, minimizando os impactos sobre a comunidade lindeira, como a separação de bairros pela rodovia.

Foto: Divulgação